Notas Policiais

747
  • Funcionário não cede celular e é agredido durante assalto

Dois criminosos (um deles armado) roubaram uma distribuidora de gás, no Jardim 11 de Agosto, na noite de sexta-feira, 19. Eles agrediram um funcionário e levaram dois celulares e R$ 1.200. O gerente do estabelecimento esteve na Delegacia Central para registrar o boletim de ocorrência, quatro dias depois.

Conforme o documento, às 20h44, o gerente estava trabalhando com dois funcionários (um jovem e uma mulher) quando os dois indivíduos, usando tocas “ninja”, aproveitaram que um caminhão estava descarregando gás para entrarem na empresa.

Segundo o boletim, os sujeitos anunciaram o assalto, sendo que um deles ficou apontando uma arma de fogo a um funcionário, enquanto o outro fez menção de que também estaria armado. O funcionário confrontou os ladrões, os quais ameaçaram atirar nele.

De acordo com o BO, os bandidos exigiram que o gerente passasse o dinheiro e, na sequência, pegaram dois celulares, um da empresa e o da funcionária. O funcionário mais novo recusou-se a entregar o aparelho dele e levou um soco no rosto por um dos assaltantes.

Ainda conforme o BO, próximo à porta do depósito da distribuidora, um dos ladrões tirou a touca e ameaçou atirar, caso alguém fosse atrás deles. Posteriormente, deixaram o local, caminhando em direção à avenida Zilah de Aquino.


  • Golpistas embolsam quase R$ 5 mil em transferência por Pix

Uma administradora de empresas de 25 anos, residente na região central, foi vítima de estelionato na tarde de terça-feira, 23. Os golpistas transferiram quase R$ 5.000 que estavam na conta dela. O crime foi informado no plantão policial no dia seguinte.

Segundo relatado, às 16h42, a administradora estava usando o celular quando recebeu aviso do aplicativo da Caixa Econômica Federal, notificando a conclusão da transferência, via “Pix”, no valor de R$ 4.980, da conta dela para “Emilly Hagatta Nascimento da Costa”.

Ainda conforme relatado, logo depois, os estelionatários tentaram realizar uma nova transferência, dessa vez, no valor de R$ 1.700. Porém, a Caixa Econômica Federal não concluiu a operação e bloqueou o dinheiro.

A vítima disse à PC que não sabe como a transferência foi efetuada, porque não passara as informações da conta bancária a ninguém e nenhuma pessoa tivera acesso ao celular dela.


  • Homem acaba preso acusado de furtar ferragens de R$ 37

Um homem de 48 anos acabou detido, na tarde de quinta-feira, 25, por volta das 14h30, suspeito de furtar ferragens de uma serralheria abandonada, localizada na área central.

De acordo com a Guarda Civil Municipal, uma guarnição fazia patrulhamento pela rua 15 de Novembro quando os agentes avistaram dois indivíduos, cada um com um saco nas costas. Ao ver a viatura, a dupla tentou fugir, mas um deles acabou capturado pelos guardas.

Conforme a GCM, o homem contou ter subtraído ferragens de um estabelecimento comercial abandonado e que iria vendê-las para reciclagem, pois é morador de rua. Os agentes estiveram na serralheria, constataram que realmente estava abandonada e não conseguiram contato com o proprietário.

Segundo o boletim de ocorrência, um investigador da Polícia Civil esteve em um ferro-velho para avaliar as ferragens, as quais pesaram 37 quilos, equivalentes a R$ 37. O sujeito recebeu voz de prisão com possibilidade de fiança no valor de R$ 1.000.


  • PM prende dupla acusada de furtar imóvel na Dr. Laurindo

Um auxiliar de produção, de 27 anos, e um estudante, de 22, foram presos, na noite de quinta-feira, 25, acusados de terem invadido e furtado uma casa na vila Doutor Laurindo. Com a dupla, a Polícia Militar conseguiu recuperar diversos itens levados do imóvel.

De acordo com a PM, por volta das 19h50, uma equipe foi acionada para atender à ocorrência, sendo informados sobre as características físicas e roupas dos suspeitos, além do veículo que teria sido utilizado no crime.

Posteriormente, conforme a PM, os agentes localizaram um carro prata, Citroën, modelo C4 Pallas, e deram ordem de parada. O condutor do carro tentou fugir, porém, acabou capturado.

Conforme a PM, dentro do carro, os policiais localizaram um par de tênis, uma cortina, duas TVs com as telas danificadas (de 42 e 48 polegadas), um jogo de facas para churrasco, duas minigarrafas de tequila e R$ 460, que teriam sido furtados da casa. Eles ainda apreenderam o documento do carro, dois celulares, uma camiseta e três frascos de amaciante.

Segundo o boletim de ocorrência, o estudante e o auxiliar foram apresentados na Central de Flagrantes. Lá, os suspeitos negaram o crime, alegando que estavam em um estabelecimento comercial quando os PMs chegaram e os abordaram, responsabilizando-os pelo roubo.

Ainda de acordo com o BO, os acusados receberam voz de prisão e permaneceram à disposição da Justiça. O morador do imóvel furtado não estava em Tatuí e os itens foram entregues a uma prima da vítima.