3 novas obras terão investimentos de mais de R$ 1,6 milhão em Tatuí

Pontes sobre o ribeirão do Manduca e “Alvorada” serão beneficiados

Maquinário trabalhando em obra já iniciada (foto: Leonardo Spada)
Da reportagem

A prefeitura de Tatuí comunicou que está investindo mais de R$ 1,6 milhão em três novas obras de infraestrutura na cidade. Duas delas serão efetivadas em pontes e a outra, no Residencial Alvorada. A primeira, realizada na ponte do Bosques Junqueira, sobre o ribeirão do Manduca, já foi iniciada.

A verba, conforme informado pelo secretário municipal das Obras e Infraestrutura, Marco Rezende, corresponde a recursos próprios do município, os quais devem chegar a R$ 1,684 milhão no total.

Individualmente, as obras junto às pontes devem custar R$ 517 mil cada. Ambas se encontram sobre o Manduca, estando a segunda ponte localizada no Jardim Lírio. Os demais R$ 650 mil serão destinados a um muro de arrimo no Residencial Alvorada.

As obras serão realizadas por meio de licitação, para a qual a prefeitura desenvolve um projeto-base e elabora um edital para o recebimento de propostas.

No caso do dispositivo do Bosques do Junqueira, a vencedora da licitação já promovida é a Conservasolo.

As obras das pontes consistem em estabilização de talude, técnica recomendada a contenções para prevenir diversos problemas, como deslizamentos, visto que se trata de estruturas antigas.

No Residencial Alvorada, a obra será para a implementação de um muro de contenção para garantir segurança em terrenos inclinados.

Segundo o engenheiro responsável pelas obras, Leonardo Spada, o objetivo da intervenção na ponte do Junqueira é garantir que a estrutura permaneça estável por longo período. Ele também acentua que a solução é permanente e que a ponte não terá nenhum problema no futuro.

A prefeitura também informa que esse procedimento já foi realizado em outras pontes do município, como a localizada no bairro Jardim Paulista.

Novamente segundo Spada, “esse procedimento já deveria ter sido realizado também na ponte do Junqueira, mas, por ter um alto custo de construção, acabou sendo adiado”. A estimativa é de que a obra demore 45 dias para ser finalizada.

Funcionários trabalhando em obra já iniciada (foto: Leonardo Spada)

A segunda obra, com previsão de início logo após o término dos trabalhos no Bosques Junqueira, será no Residencial Alvorada. No local, a construção do muro de contenção será ao longo de todos os 200 metros de comprimento do local, por prevenção.

Spada ainda informa que as obras são de caráter emergencial, pois, atualmente, “o local apresenta risco tanto para o pessoal que mora em cima quanto para aqueles que moram mais em baixo”. Ele ainda conta que a expectativa da prefeitura é de que os problemas também sejam resolvidos em definitivo.

Na última obra da série prevista pela prefeitura, no Jardim Lírio, será realizado o mesmo procedimento da outra ponte, com foco na estabilização do talude e na proteção da fundação. A obra não prevê aumentar a tonelagem do local, que continuará restrita a 23 toneladas.

De acordo com Spada, “isso (aumentar a tonelagem do local) não será possível no momento, pois, para isso, teria de ser realizada outra obra, com custo bem mais elevado e foco em reforçar o tabuleiro da ponte, ou seja, as vigas de cima, onde transitam os veículos”.

Segundo Rezende, como a obra não aumentará esse limite de peso, haverá fiscalização, a ser realizada pelo Departamento Municipal de Trânsito, em horários e dias alternados, para que ninguém ultrapasse o limite de tonelagem máxima da ponte.

A prefeitura também antecipa que existe um projeto, já em andamento, para uma nova ponte na região. Segundo Spada, “foi realizado um estudo que constatou que, com o valor que viria a ser usado para aumentar a tonelagem dessa ponte já existente, compensa construir outra ponte, de classe rodoviária, com capacidade de 45 toneladas, do zero”.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome