1º semestre do ano somou mais de 650 castrações em Tatuí

Em 2022 já foram 650 castrações de animais realizadas (foto: AI Prefeitura)
Da redação

Os protetores de animais do município estiveram reunidos com o prefeito de Tatuí, Miguel Lopes Cardoso Júnior, no início do mês, no Paço Municipal “Prefeita Maria José Gonzaga”, para debater políticas públicas e propor reivindicações em favor do setor.

Durante o encontro, também foram apresentados dados referentes à Divisão de Proteção e Bem-Estar Animal, da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, nos últimos anos.

Um dos principais pontos ressaltados pelo secretário da pasta, José Hélio de Oliveira Junior, foi o aumento do número de castrações nos últimos anos.

Ele lembrou que, em 2020, tinham sido concretizados 300 procedimentos, os quais passaram a 600 no ano passado. Neste ano, somente no primeiro semestre, as castrações já chegam a cerca de 650.

O aumento do número de procedimentos de castração e atendimento aos animais e aos protetores fez com que a secretaria aumentasse o número de funcionários, saltando de cinco, em 2020, para 11, atualmente.

“Além disso, esses servidores têm agora um veículo para agilizar os trabalhos, acrescentou a assessoria de comunicação do Executivo.

Durante o encontro, também foram expostos o aumento do número de denúncias feitas pela população entre 2020 e o primeiro semestre de 2022.

Naquele ano, foram 67 denúncias e 48 diligências; já nos primeiros seis meses de 2022, foram atendidas 494 denúncias (feitas por telefone, ouvidoria, e-mail e presencialmente), 438 diligências, 48 notificações e 9 boletins de ocorrência.

De todas as denúncias, as causas foram: animais acorrentados, sem alimento, sozinhos em casa durante o dia, desabrigados (em situação de rua), latindo, doentes, acidentados, em ambientes sujos, desnutridos, abandonados, vítimas de violência ou sem abrigo.

Outros dados são referentes ao número de adoções de cães no primeiro semestre de 2022, que totalizam 15, e aos resgates feitos pela Divisão de Proteção e Bem-Estar Animal.

Neste caso, foram 38 cães, 14 gatos e 4 outros animais, vítimas de atropelamento, violência, doenças, velhice, brigas e quedas. Ainda houve o registro de 37 atendimentos a cães em virtude de maus-tratos.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome