Violação de medida protetiva em Tatuí leva homem à delegacia

Da Redação

Nesta terça-feira, 30 de janeiro, depois das 22h, uma violação de medida protetiva em Tatuí levou uma viatura da Guarda Civil Municipal ao bairro Congonhal de Baixo para averiguar ocorrência de ameaça e violência doméstica.

Conforme o boletim de ocorrência, após a mulher ter acionado o dispositivo “Botão do Pânico”, GCMs chegaram no local, mas encontraram a situação “acalmada”, com ela em um quarto e o acusado, na cozinha.

Abordada sobre a situação do casal, a mulher contou ter conseguido a medida protetiva em dezembro de 2023, mas sustentou ter se arrependido e decidido acolher, “por livre e espontânea vontade”, o acusado, passando a “morar com ele”, é registrado no BO.

Na noite de terça-feira, contudo, “o marido teria chegado em casa bêbado, iniciando uma discussão e, em seguida, segurou a vítima pelos punhos e a ameaçou de morte”, conforme ela afirma no documento.

Na delegacia, o acusado confirmou o estado de embriaguez, mas disse não se recordar “das palavras que disse”. Também lamentou o desentendimento com a mulher e admitiu ter saído com um amigo e tomado “cervejas e pinga”.

Na delegacia, abriu-se registro de descumprimento da medida protetiva por ambas as partes envolvidas, “porque a versão da vítima não tem base em provas, em razão da ausência de lesões e por ter acolhido o acusado em ambiente domiciliar”, conclui o boletim.

O caso também permanece sujeito a apreciação da Delegacia da Defesa da Mulher.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui