Vereadores têm mais 60 dias para encerramento da CPI da telefonia

235
Publicidade





O prazo para a conclusão da CPI (comissão parlamentar de inquérito) Vivo Telefônica, presidida pelo vereador Fábio José Manuel Menezes (PSDB), será ampliado e o relatório final, publicado em 60 dias.

O resultado da comissão deveria ser apresentado neste mês, porém, segundo Menezes, algumas etapas ainda precisam ser concluídas. As reclamações mais frequentes recebidas pelos políticos, informou, são em relação à instabilidade da conexão da internet móvel, da internet fixa e o não recebimento e realização de chamadas.

De acordo com o presidente da CPI, após reuniões internas com os membros da comissão, o próximo passo dos trabalhos é convocar populares.

“Falta ouvir ainda algumas pessoas. Vamos fazer uma seleção das reclamações, pois algumas pessoas que protestaram informalmente, ou por e-mail, não quiseram participar”.

Publicidade

Menezes disse que os representantes da Vivo Telefônica ainda não foram convocados para esclarecimento. “Não queremos desviar o assunto, vamos ouvi-los oficialmente”, declarou.

Na terça-feira, 3, os membros da CPI deveriam reunir-se no período da noite (após o fechamento desta edição) para definir o calendário para receber os populares e os representantes da empresa.

A CPI foi instaurada pela Câmara em maio, após votação no plenário e aprovação mediante votação unânime. Também participam da comissão o relator André Marques (PT) e Rosana Nochele Pontes (PMN), como membro.

O período de 90 dias, estipulado pelo regimento da Câmara, deveria ter esgotado em agosto, porém, como houve recesso parlamentar, o prazo reconfigurou-se para setembro.

Agora, o relatório deve ficar pronto em novembro deste ano. Menezes diz que a mudança da data não precisa passar pela aprovação do plenário. “O próprio presidente da CPI tem o poder de estender esse prazo”.

Em resposta à reportagem do O Progresso, a empresa Vivo Telefônica emitiu nota, por meio da assessoria de imprensa, esclarecendo que a expansão da internet móvel está em fase de conclusão e que deverá responder às solicitações dos membros da comissão parlamentar de inquérito.

“A Telefônica Vivo informa que estão sendo finalizadas obras para expansão da capacidade dos serviços de telefonia móvel e internet 3G para a cidade de Tatuí. A empresa informa ainda que está à disposição para prestar todos os esclarecimentos que se fizerem necessários”.


Publicidade