Torcedor do ‘Inter’ doa R$ 1 milhão para Rodinei enfrentar o Flamengo

98
Rodinei atuou 48 minutos contra o ex-clube até receber o cartão vermelho (Foto: Ricardo Duarte)
Da redação

Em partida decisiva, válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, realizada na tarde de domingo, 21, o tatuiano Rodinei Marcelo de Almeida entrou no gramado do estádio “Maracanã”, no Rio de Janeiro, com uma pressão extra.

Emprestado pelo Flamengo (RJ) ao Internacional (RS) até 30 de maio, uma cláusula contratual autorizava o lateral-direito a ser escalado contra a equipe carioca somente mediante pagamento de multa de R$ 1 milhão até 24 horas após o confronto (segunda-feira, 22, às 18h).

Durante a semana passada, a diretoria do Internacional já havia sinalizado positivamente sobre a possibilidade de pagar o valor exigido no contrato de empréstimo para Rodinei jogar, deixando sob a responsabilidade do treinador Abel Braga a decisão de escalá-lo ou não.

Entretanto, no início da noite de quinta-feira, 19, o clube gaúcho informou que recebera uma doação de R$ 1 milhão do agropecuarista Elusmar Maggi Scheffer, de Cuiabá (MT). O torcedor do “Colorado” assinou um termo repassando o valor sem qualquer tipo de contrapartida.

A doação garantiu a presença do lateral-direito titular no confronto que poderia dar o título de campeão brasileiro ao Internacional após 41 anos. A equipe possui três títulos do principal torneio nacional, conquistados em 1975, 1976 e 1979.

Antes da partida no Maracanã, o Internacional liderava o campeonato com 69 pontos, um a mais que o Flamengo, então vice-líder. Um triunfo do clube gaúcho o colocaria quatro pontos à frente do rival, com apenas mais três pontos em disputa.

Aos 12 minutos de jogo, Edenílson, em cobrança de pênalti, abriu o placar para o Internacional. Pouco depois, aos 29 minutos, Arrascaeta empatou a partida. Antes do término da primeira etapa, Rodinei quase marcou contra o ex-clube, em chute desviado no zagueiro, acertando a trave.

Contudo, logo aos três minutos da etapa final, em dividida de bola, Rodinei pisou no tornozelo de Filipe Luís. O árbitro Raphael Claus não marcou falta, porém, após recomendação do VAR (árbitro assistente de vídeo) para o lance ser revisado, o tatuiano acabou expulso da partida.

Com um jogador a mais, o Flamengo “virou o placar” com Gabigol e venceu por 2 a 1. Com a vitória, o “Rubro-Negro” ultrapassou o Internacional na classificação do torneio nacional.

Suspenso da última partida do campeonato, devido à expulsão, Rodinei reclamou da decisão da arbitragem que o tirou do jogo contra o Flamengo. “Peço desculpas por não poder ajudar mais dentro de campo. Infelizmente, fui punido erroneamente, mas Deus sabe de todas as coisas e ainda temos uma batalha para guerrear”, publicou o tatuiano em uma rede social.

Todos os confrontos da 38ª e última rodada do Brasileirão serão realizados na quinta-feira, 25, às 21h30. Para ser campeão, o Internacional precisa superar o Corinthians, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, e torcer para o Flamengo não vencer o São Paulo, no estádio Morumbi, na capital paulista.

Ainda com esperança de alcançar o título do Brasileirão, o torcedor do Internacional revelou, após a partida, que pretende investir mais dinheiro, desta vez no adversário do Flamengo, na última rodada.

“Vou injetar dinheiro no São Paulo para a gente ser campeão. Vou estudar com a minha parte jurídica como proceder amanhã (segunda-feira, 22). Vai ser 1 a 0 para a gente contra o Corinthians”, disse Scheffer ao site GaúchaZH.

Tanto Rodinei como o Flamengo buscam alcançar o bicampeonato nacional consecutivo. A agremiação carioca conquistou o título da edição de 2019 do Brasileirão com o atleta tatuiano no elenco.