Tatuí tem 1a morte suspeita de Covid-19

721
Publicidade
Da redação

A Secretaria Municipal da Saúde, pela Vigilância Epidemiológica, divulgou na manhã de sexta-feira, 17, o registro do primeiro óbito de um caso suspeito de Covid-19. O paciente, Felipe Pereira, 91, morreu no início da noite de quinta-feira, 16, na Santa Casa de Misericórdia.

De acordo com boletim da VE, o homem começou a apresentar sintomas da doença na segunda-feira, 13, mas procurou atendimento médico no Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” somente na manhã de quinta-feira, 16, às 10h30, quando precisou ser internado.

Conforme a nota, o paciente tinha problemas pulmonares crônicos, que agravaram o quadro de saúde dele. O óbito aconteceu às 18h40. O idoso foi sepultado logo em seguida, no cemitério municipal São João Batista, dentro das condições sanitárias necessárias.

Conforme a VE, a família do idoso está sendo monitorada e fará exames. Pereira realizou o teste quando deu entrada no hospital, porém, o resultado só deverá ser entregue à VE no início da próxima semana.

O relatório publicado na manhã de sexta-feira também informou o 14º teste positivo de Covid-19. Trata-se de um homem de 38 anos, que já havia terminado o período determinado de isolamento social e retornado às atividades normais.

Publicidade

Ainda foram registrados três novos casos suspeitos da doença: de um homem de 91 anos, que precisou de internação na Santa Casa; um homem de 43, internado em hospital particular; e uma mulher de 49, em tratamento domiciliar. Todos estão isolados e apresentam quadros estáveis.

O mesmo boletim comunicou que outros 12 casos suspeitos foram descartados. Os exames que testaram negativo para coronavírus são de sete homens e cinco mulheres.

Até o fechamento desta edição (sexta-feira, 17, às 19h), o município registrava 108 notificações por Covid-19, sendo nove casos suspeitos aguardando resultados dos testes, 85 descartados, 14 positivos e um óbito de caso suspeito.

Dos 14 casos positivos, 12 pacientes já voltaram às atividades diárias, após o devido tratamento. Outras duas pessoas permaneciam internadas em unidades de terapia intensiva: uma de 66 anos, na Santa Casa, em estado grave, e outra, de 67 anos, em hospital particular, com quadro estável.

Além das pacientes com casos positivos, estavam internados, em área de isolamento da Santa Casa, um idoso de 91 anos (que deu entrada na sexta-feira de manhã) e uma mulher de 42 anos.  Ambos estavam com quadros estáveis e aguardavam os resultados dos testes.

No hospital particular, permaneciam internados, em leitos clínicos, dois homens, de 32 e 43 anos, com casos suspeitos. Os dois também apresentavam quadros estáveis e aguardavam os resultados dos testes.

A comparação entre dados de terça-feira, 14 (data de fechamento da edição anterior), com o relatório emitido na tarde de sexta-feira, 17, mostra que, em três dias, houve aumento de 8% no índice de notificações. O número de registros subiu de cem para 108.

Já o índice de casos suspeitos passou de 32 para nove, aguardando resultados dos testes. Já o número de casos descartados subiu de 55 para 85 no mesmo período, enquanto os positivos passaram de 13 para 14.

O quadro de notificações começou a subir na tarde de quarta-feira, 15, quando uma paciente de 85 anos foi internada em leito de isolamento na Santa Casa, com suspeita da doença. Ela apresentava quadro estável.

No mesmo boletim, a VE informou que três casos suspeitos foram descartados. Entre os pacientes que tiveram resultado negativo, dois estavam internados: um homem de 77 anos, na Santa Casa, e uma mulher de 61 anos, no hospital particular. O terceiro é de uma mulher de 76 anos, que fazia tratamento domiciliar.

Na manhã de quinta-feira, 16, foram registrados três novos casos suspeitos. Eles são de uma mulher de 42 anos, internada na Santa Casa, de um homem de 32, internado no hospital particular, e de uma mulher de 49, que fazia tratamento domiciliar.

O relatório ainda informou que um caso suspeito, de uma mulher de 59 anos, testou negativo para a doença. No período da tarde, além da internação de Pereira, o relatório da VE apontou que oito casos suspeitos haviam sido descartados (quatro homens e quatro mulheres).

Publicidade