SP busca mais R$ 20 mi ao Conservatório

Captação de investimento privado foi apresentada em plano junto ao governador

105
Reunião no Palácio dos Bandeirantes com o governador João Doria (foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da redação

O governador de São Paulo, João Doria, participou na quarta-feira, 8, de um café da manhã no Palácio dos Bandeirantes com lideranças de 30 empresas convidadas a integrar um plano de captação de investimento privado para o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, de Tatuí.

A reunião também teve a presença do prefeito de Tatuí, Miguel Lopes Cardoso Júnior, do presidente da Câmara Municipal, Antônio Marcos de Abreu (PSDB), do secretário da Cultura e Economia Criativa do estado, Sérgio Sá Leitão, da deputada Damaris Moura (PSDB) e de representantes da Sustenidos Organização Social de Cultura – atual gestora do CDMCC.

Conforme o plano de captação de recursos apresentado pela Sustenidos, a intenção é de se arrecadar R$ 20 milhões em novos investimentos, além do orçamento próprio.

De acordo com o governo do estado, os recursos captados junto à iniciativa privada devem ser investidos em melhorias e ampliações de infraestrutura do Conservatório de Tatuí, “uma das mais importantes escolas de música e artes cênicas da América Latina”, conforme reconhecido pelo estado, que assim classificou a instituição no material de divulgação do encontro em São Paulo.

“É mais uma iniciativa na área da cultura do governo de São Paulo em conjunto com a iniciativa privada, seguindo exemplos de sucesso como a Pinacoteca Contemporânea, o MIS Experience e o Museu do Ipiranga”, afirmou Doria, na nota encaminhada ao jornal O Progresso de Tatuí, por meio da Secec.

Publicidade

“O Conservatório de Tatuí também cumpre a importante missão de formar jovens talentos das artes, a maioria de famílias carentes, o que aumenta ainda mais nossa responsabilidade”, acrescentou o governador.

A Secec aponta que o aporte da atual gestão já é o maior da história da escola que, entre 2019 e 2022, recebeu R$ 104 milhões para atendimento a 2.200 alunos, com 500 novas vagas por ano.

A secretaria ainda ressalta que, além do orçamento estadual de R$ 27 milhões, previsto para o CDMCC em 2022, está previsto um recurso do estado de R$ 4,6 milhões para reforma de instalações.

“Os recursos que serão captados da iniciativa privada serão investidos em melhorias e ampliações de infraestrutura, compra de novos instrumentos musicais e oferta de bolsas de estudos para alunos que estão no exterior”, informa a Secec.

A secretaria reiterou que, no próximo ano, o governo de São Paulo prevê “ampliação do número de bolsas, criação de ateliês de iniciação artística, modernização da oficina de artes cênicas e a implantação de um novo plano pedagógico para o Conservatório”.

“O Teatro ‘Procópio Ferreira’, com capacidade para 430 pessoas e considerado uma das melhores salas de espetáculos do país, foi reformado e acaba de ser entregue à população”, destacou a Secec.

“São transformações positivas, que melhoram e ampliam ainda mais o Conservatório de Tatuí, tudo isso em parceria com a prefeitura local e a iniciativa privada”, declarou Sá Leitão, acrescentando que a ação “é uma demonstração do compromisso do governo de São Paulo com a área cultural”.

O Conservatório de Tatuí mantém mais de cem cursos gratuitos e oferece 250 bolsas anuais. Também mantém 38 grupos artísticos e pedagógicos nas áreas de música e artes cênicas, “assegurando progressão continuada aos alunos por toda a formação”, ainda conforme a comunicação do estado.

A instituição conta com quatro unidades educacionais, com salas de aula, auditórios e um alojamento com capacidade para abrigar até 200 alunos, além de um polo no município de São José do Rio Pardo (SP).

O prefeito de Tatuí informou que vários parceiros manifestaram interesse em contribuir com a captação de recursos e afirmou: “São recursos importantes para mantermos a qualidade de ensino da escola de música tatuiana, que é um exemplo para o Brasil”.

Publicidade