Saúde inaugura ESF que atenderá 11 mil

3187
Prefeitura destacou que a unidade atende necessidade dos moradores (foto: Cristiano Mota)
Publicidade

Com presença de vereadores, secretários municipais e familiares do homenageado, a Secretaria Municipal de Saúde inaugurou a ESF (Estratégia Saúde da Família) “André Batista”. A unidade fica na rua Moreira da Silva, 215, no bairro Santa Luzia, e atenderá a 11 mil pessoas, aproximadamente.

O evento teve início às 17h de quinta-feira, 14, e incluiu a apresentação das equipes de profissionais que atuarão no novo espaço de saúde, a partir de 2018. Ainda houve discursos de autoridades e divulgação de balanço das ações realizadas pela equipe da prefeita Maria José Vieira de Camargo.

Além da prefeita, familiares do patrono do edifício acompanharam a solenidade. Entre eles, a esposa do homenageado, Iraci José Trindade Batista, que recebeu flores de Maria José. Os filhos do taxista que dá nome à unidade, Diego, Dione, Luana, Galvino e Luciano, também participaram da inauguração.

Fruto de convênio entre a Prefeitura e o Ministério da Saúde, a ESF funcionará de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 17h. O Executivo investiu, com recursos federais, R$ 512 mil para a construção do prédio, que tem um total de 24 salas.

“A unidade, aqui, nesta região, era uma necessidade bem evidente”, iniciou o secretário municipal da Saúde, enfermeiro Jerônimo Fernando Dias Simão.

Publicidade

Em discurso, ele ressaltou que, antes da ESF, a comunidade da região precisava deslocar-se para o CS1 (Centro de Saúde) “Aniz Boneder”, no centro, ou para a Unidade Básica de Saúde “Medardo Costa Neves”, no Rosa Garcia.

A partir da entrega da obra, a população será redistribuída. Terão atendimentos na nova unidade moradores dos Jardins América, São Conrado, Primavera e Thomaz Guedes, além da vila Santa Luzia, Vale da Lua e Residencial Guedes.

Os usuários precisarão atualizar cadastro junto ao novo espaço. A unidade conta com duas equipes de Estratégia Saúde da Família. “É importante, neste momento, que as pessoas conheçam quem vai atendê-las”, disse Simão.

Conforme o secretário, a partir de janeiro, um médico será acrescido ao quadro da ESF. Os pronunciamentos tiveram sequência com o vereador Alexandre de Jesus Bossolan. Ele é autor do projeto de lei que denomina de André Batista a unidade.

O homenageado nasceu em Tatuí, em 31 de maio de 1953, falecendo aos 58 anos, em 29 de novembro de 2011. Batista se casou com Iraci em 5 de junho de 1956, com quem teve os cinco filhos. Ele começou a vida profissional como caminhoneiro, e, posteriormente, trabalhou como taxista em Tatuí.

Depois de cumprimentar os familiares, Bossolan ressaltou o papel da Câmara na inauguração. O vereador elogiou a postura do presidente do Legislativo, Luís Donizetti Vaz Júnior, por ter viabilizado a aprovação.

Segundo Bossolan, Júnior Vaz organizou a aprovação de projetos de denominação por meio de sorteio entre todos os vereadores. A prática está sendo adotada para definir quem vai nominar ruas e prédios públicos do município.

O tucano ainda afirmou não ser “possível fazer oposição” ao governo municipal. Ele chamou Maria José de “guerreira” e disse que “a prefeita agrada crianças, jovens e idosos”.

Direcionando fala à equipe da unidade, Bossolan chamou-os de “anjos de Deus”. Ele também teceu comentários sobre o vice-prefeito Luiz Paulo Ribeiro da Silva, dizendo que “a cidade não pode perde-lo” e acrescentando que “a população errou no passado, mas acertou e não vai errar mais”.

Ainda comentou que o vice-prefeito “sabe falar não”. “Ele é uma pessoa humana, atende e ouve. Se não pode atender, fala um não bem explicado, que acabamos aceitando”, declarou.

Representando a família, o ex-vereador Dione Batista, filho do homenageado, declarou que a inauguração da ESF consistia na realização de um sonho. De acordo com ele, a população da região pedia uma unidade havia 40 anos.

Parafraseando o secretário da Saúde, Dione disse que o espaço vai “melhorar a vida de pessoas menos favorecidas”. Ele argumentou que muitas das pessoas residentes na Santa Luzia e entorno não possuem veículo.

O vereador parabenizou a prefeita pela iniciativa e prestou homenagem ao pai. Dione afirmou que o patrono era exemplo de pessoa.

Ele contou que o taxista chegava a não cobrar por corridas quando em caso de necessidade. “Não é porque está morto que virou bom. Depois que a pessoa morre, todos viram bonzinhos. Mas, ele sempre foi”, frisou.

Emocionado, o ex-vereador também destacou o empenho do ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo (atual secretário municipal do Governo) para a inauguração da obra. Ele declarou que Gonzaga cumprira com uma promessa.

Terceiro a discursar, o presidente da Câmara declarou que a ESF é resultado de “luta defendida por Dione”, enquanto vereador. O filho do homenageado atuou como parlamentar, eleito em 2012.

Júnior Vaz também elogiou o desempenho da equipe de governo da prefeita. Ele declarou que Maria José está “mostrando uma nova forma de fazer e de trabalhar pela população”.

O parlamentar encerrou fala, informando que a Câmara aprovou, neste ano, mais de 60 projetos de leis encaminhados pelo Executivo. Para ele, trata-se de um “sinal de que, realmente, a Prefeitura está trabalhando e o Legislativo, legislando”.

Em sequência, a solenidade contou com falas de Gonzaga e Luiz Paulo. O primeiro divulgou balanço do primeiro ano da administração e o segundo falou sobre os desafios da gestão e disse que a equipe está pronta para críticas.

Por sua vez, a prefeita classificou o dia da inauguração como especial. Maria José reforçou que a população da região precisava de um serviço de saúde mais próximo e descentralizado.

Ela acrescentou que tem lutado por um serviço de mais qualidade e enumerou as ações realizadas para o cumprimento da meta, começando pelo Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, que ganhou pediatras em regime de 24 horas.

A prefeita também mencionou a intervenção junto à Santa Casa, a reabertura da UTI (unidade de terapia intensiva) e a ampliação do mesmo espaço, de oito para dez leitos. Por intermédio da Prefeitura, o hospital ainda retomou a realização de cirurgias eletivas e mantém um plantonista “in loco”.

Ainda com relação à Santa Casa, Maria José informou que o Executivo está formatando projeto para readequação do centro cirúrgico e falou sobre a reforma dos 111 leitos da ala “Orlando Bolzan”, que atende pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). Os primeiros 30 serão entregues na noite de segunda, 18.

Entre as ações já realizadas, Maria José destacou a renovação das frotas de ambulância, incluindo vans e micro-ônibus para transporte de pacientes para exames e consultas em Sorocaba, São Paulo, Jaú, Campinas, Barretos e outras localidades.

Ao todo, o Executivo locou 20 novos veículos, incluindo, nas viagens, os chamados kits lanche e kits higiene. Nos últimos 30 dias, a Prefeitura serviu 6.816 lanches aos pacientes. “Tenho ouvido das pessoas que vão para as cidades o quão importante os kits são. Às vezes, eles são a primeira refeição do dia”, comentou.

Para 2018, a prefeita antecipou que a administração deve dedicar atenção especial aos serviços oferecidos pela Santa Casa. Ela relatou que quer aprimorar o atendimento no pronto-socorro e que irá realizar inaugurações de UBSs.

Publicidade