Prefeitura anuncia reconstrução de ponte no bairro Colina Verde

297
Publicidade

AC Prefeitura / Evandro Ananias

Manu confere início de obras na terça, acompanhado de representantes da construtora e de vice-prefeito

 

Ontem, terça-feira, 6, a Prefeitura anunciou a reconstrução de ponte no bairro Colina Verde. Conforme informou a assessoria de comunicação do Executivo, as obras estão a cargo da empresa Rone Engenharia Projetos, Construções e Comércios Ltda., vencedora da tomada de preços.

 

O prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, assinou a OIS (ordem de início de serviço) no dia 30 do mês passado. A previsão da Prefeitura é de que as obras sejam concluídas no prazo máximo de 120 dias. O valor total do contrato é de R$ 476.480,13.

 

Publicidade

A recuperação do acesso da rua Caridade III acontece por conta da assinatura de convênio entre o município e o governo estadual. A ratificação do documento ocorreu dia 18 de junho, no Palácio dos Bandeirantes, onde o prefeito participou de audiência com o governador Geraldo Alckmin.

 

Na ocasião, Manu esteve acompanhado do secretário de Saneamento e Recursos Hídricos, Edson Giriboni. O titular da pasta estadual é mencionado pela assessoria de comunicação da Prefeitura como “um dos principais articuladores da conquista”.

 

Conforme o setor de comunicação, o prefeito conseguiu, ainda, a liberação de R$ 200 mil para recuperação e revitalização da outra ponte que serve ao bairro.

 

O acesso havia sido recentemente escorado para que a estrutura resistisse até a recuperação. As obras serão iniciadas após a reconstrução da primeira ponte.

 

“O repasse inicial para reconstrução da ponte que cedeu seria de R$ 700 mil, mas conseguimos economizar elaborando um excelente projeto que pode ser executado com R$ 500 mil. Explicamos isso ao governador e à Defesa Civil, que autorizaram de imediato essa liberação”, disse o prefeito, por meio da assessoria.

 

Em nota, Manu agradeceu ao governador do Estado e ao secretário Giriboni. O prefeito disse que, durante a tramitação do processo, diversas reuniões foram realizadas com os moradores que utilizam o acesso.

 

A ponte é via de ligação para quem vive ou se desloca ao Bela Vista e bairros adjacentes.

 

“Um dia depois do incidente, já estávamos correndo atrás de recursos para que essa ponte fosse reconstruída de maneira definitiva. Infelizmente, o trâmite burocrático não corre com a mesma agilidade da necessidade da população. Não há mais espaço para obras provisórias, mal feitas. Temos que construir equipamentos públicos que sejam duráveis e que não precisem ser reconstruídos ao longo do tempo”, comentou Manu, por meio da assessoria.

 

“O município perde dinheiro, precisa investir duas vezes no mesmo lugar. A população sofre com sérios prejuízos estruturais. Esse modelo já ficou no passado. Vamos fazer obras para durar e cuidar da manutenção para que essa durabilidade seja ainda maior”, complementou.

 

A assessoria do Executivo destacou que, no dia 18 de fevereiro (um dia depois da queda da primeira ponte), o vice-prefeito Vicente Aparecido Menezes iniciou o processo para solicitar recursos emergenciais.

 

Na ocasião e junto com Giriboni, ele encontrou-se com o secretário-chefe da Casa Militar, coronel Airton Iosimo Martinez, coordenador da Defesa Civil do Estado.

 

Em ofício entregue ao coronel, o vice-prefeito destacou que “Tatuí já esteve em estado de alerta duas vezes em 2013, devido à grande quantidade de chuva”.

 

Citou que houve grande precipitações nos dias 17 de janeiro e 4 de fevereiro, apresentando relatório fotográfico aos representantes do governo.

Publicidade