PM detém acusado de vender latas de tinta falsificadas na cidade

347





Policiais militares da 2ª Companhia detiveram um homem de 21 anos pela acusação de estelionato. A prisão ocorreu por volta das 17h de quarta-feira, 27, após denúncia.

De acordo com nota divulgada pelo capitão Kleber Vieira Pinto, a corporação havia recebido informações de que um desconhecido estaria vendendo latas de tinta falsificadas. A suspeita era de que o jovem havia utilizado farinha para produzir um material semelhante a tinta.

Com base nos dados, a PM enviou uma viatura até a vila Santa Luzia. Após conversar com a vítima, os militares iniciaram patrulhamento para tentar localizar o suspeito.

A equipe abordou o homem na rodovia Senador Laurindo Minhoto (SP-141), sentido Capela do Alto. Os PMs identificaram-no como Fabrizio Evandro Cardoso Fieir, 21, e, após consulta ao sistema Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), levaram-no ao plantão policial.

Segundo o comandante, o homem foi reconhecido pela vítima – de sexo e idade não divulgados. Aos policiais, a vítima disse que estava na frente da casa quando Fieir ofereceu a tinta.

O suposto estelionatário teria dito que as quatro latas teriam “sobrado da empresa dele”. A vítima relatou que decidiu comprá-las porque tinha a “intenção de pintar a casa”. Ele teria pagado a quantia de R$ 200 e verificado que não se tratava de tinta depois de ter aberto os recipientes.

Na delegacia, Fieir teve voz de prisão ratificada, permanecendo detido em flagrante por estelionato. O suspeito aguardou transferência para uma cadeia da região.