Pela primeira vez, uma mulher está à frente do Corpo de Bombeiros

Tenente Gabriela Silva Porfirio passa a controlar a corporação de Tatuí

Prefeito Cardoso Júnior ao lado da tenente PM Gabriela Silva Porfírio (foto: AI Prefeitura)
Da reportagem

Na terça-feira, 12, no Paço Municipal “Maria José Gonzaga”, o prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior recebeu a visita de oficiais bombeiros de Tatuí e região para a apresentação da tenente Gabriela Silva Porfirio, a nova comandante à frente do Corpo de Bombeiros local (CB), que pela primeira vez na história do município tem uma mulher nessa função.

Na reunião, ainda estavam presentes o tenente-coronel da Polícia Militar e comandante do 15º Grupamento de Bombeiros, Ivan Luiz Godinho, o capitão e comandante do 4º Subagrupamento de Bombeiros, Adriano Brito, e os tenentes Carlos Augusto Lima de Queiroz, que estava comandando Tatuí, e Lucas Alves de Oliveira, além do secretário da Segurança Pública e Mobilidade Urbana, Miguel Ângelo de Campos.

“Já é rotina nas unidades operacionais do CB do estado de São Paulo ter mulheres no comando”, afirmou Campos.

“Recebi o convite e aceitei. Me sinto lisonjeada e honrada por ter esta oportunidade, de estar à frente da corporação de Tatuí, em tão pouco tempo de vivência no município”, disse Gabriela, nascida em Taubaté (SP), na região do Vale do Paraíba.

Para Gabriela, a mulher vem conquistando espaço no mercado de trabalho em diversos segmentos que antes eram dominados pelos homens. “É essencial que as pessoas não desistam dos seus sonhos, foquem na determinação, corram atrás, mostrem competência e façam acontecer”, mencionou.

Tenente PM Gabriela Silva Porfírio, nova chefe do CB local (foto: arquivo pessoal)

Gabriela ressaltou a importância do trabalho em conjunto entre o Poder Executivo do município e a corporação. “Pelo pouco tempo que estou em Tatuí, percebi que a prefeitura dá bastante apoio ao GB, o que é fundamental. Pretendo continuar nessa linha de trabalho”, descreveu. A tenente também frisou que deve priorizar a prevenção, por meio de ações em escolas e eventos na cidade.

A opção escolhida para o início da carreira foi a Academia de Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), estabelecimento de referência no ensino superior, localizado na zona norte da cidade de São Paulo, destinado a formar e aperfeiçoar os oficiais. Gabriela ingressou em 2018 e concluiu o curso em 2021.

“Entrar no Barro Branco foi um desafio vencido, já que é extremamente concorrido. Muitas pessoas sonham em fazer parte da corporação”, destacou a tenente.

No Barro Branco, o percurso a ser traçado é tão longo quanto o das praças, porém, detentor de maiores responsabilidades. Após o ingresso, o policial recebe o título de “aluno oficial” do primeiro ano do curso de bacharelado em ciências policiais de segurança e ordem pública.

Após esta etapa, Gabriela iniciou estágio no 17º GB, na cidade de Mogi das Cruzes. Tempos depois, realizou o curso específico de oficial de bombeiros, com duração de um ano, na Escola Superior de Bombeiros, no município de Franco da Rocha, região metropolitana da capital paulista.

Depois de finalizar o curso, Gabriela foi trabalhar no 15º GB, em Sorocaba, sendo alocada no 4º Subagrupamento de Bombeiros, que abrange a região de Tatuí.

A vocação surgiu ainda jovem. Gabriela contou que, desde a infância, teve o desejo de ingressar na área e focou diretamente na disciplina para atingir os objetivos.

“É preciso ter muita organização para os estudos, para o preparo físico e trabalhar o emocional”, sustenta ela. Um fato que marcou Gabriela foi que, há tempo, um dos requisitos para uma mulher entrar na APMBB era ter altura mínima de 1.60.

“Um ano antes de eu prestar o concurso público, foi publicada uma lei que diminuiu a altura para 1,55”, detalhou a tenente, que tem 1,56 de altura. “Deus tem me ajudado a trilhar por esta caminhada de ajudar a população”, complementou.

De acordo com Gabriela, “a vida de um profissional da corporação é repleta de desafios”, já que é exposta aos mais variados riscos, como no combate a incêndios, a afogamentos e a ocorrências em grandes altitudes, por exemplo. “O bombeiro tem plena noção dos objetivos de seu trabalho e precisa superar os obstáculos”, concluiu Gabriela.

“Desejo à tenente Gabriela muito sucesso, e nos colocamos à disposição para sermos parceiros desta valorosa corporação. Agradeço também ao tenente PM Queiroz pela dedicação junto ao GB local, pois bombeiros salvam vidas”, declarou o prefeito Cardoso Júnior.


 

Primeira mulher a assumir a 2ª Cia. da PM de Tatuí

Capitão Bruna Carolina dos Santos Martins

Dentro da corporação militar em Tatuí, outra mulher já esteve em cargo de comando anteriormente. Em junho de 2018, a capitão Bruna Carolina dos Santos Martins assumiu a chefia da 2ª Cia. da Polícia Militar de Tatuí, que administra o efetivo policial local, de Capela do Alto e Quadra.

Na época, Tatuí foi apontada entre as quatro cidades brasileiras com os menores índices de mortes violentas no país. A apuração, divulgada pelo “Atlas da Violência”, é um parâmetro para que a segurança do município seja mantida e até elevada a índices melhores.

Antes de assumir a 2ª Cia. da PM, Bruna era chefe do escritório de gerenciamento de projetos na sexta sessão do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em São Paulo.

Após o término da formação no Barro Branco, ela ingressou na faculdade de direito, já trabalhando em Sorocaba, onde ficou durante oito anos como comandante da Força Patrulha de Rua. De lá, Bruna começou a trabalhar no 40º Batalhão, onde comandou os pelotões de Piedade, Ibiúna, Salto de Pirapora e Pilar do Sul.

A militar ressaltou, à época, que “trabalhar como policial, especialmente no exercício da função de rua, permite que o profissional vivencie todas as realidades da sociedade e, com isso, tenha a oportunidade de prestar um serviço social aos cidadãos, além de correr atrás de bandidos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome