Paulo Santiago apresenta show de humor no teatro do CEU das Artes

2
O humorista Paulo Santiago (foto: AI Prefeitura)
Da redação

Nas quintas-feiras do mês de agosto (12, 19 e 26), sempre às 19h, como parte da programação da 79ª Semana Paulo Setúbal, Paulo Santiago e convidados realizam o espetáculo de stand-up comedy “Veja pelo Lado Bom”, no teatro do Centro de Artes e Esportes Unificados “Fotógrafo Victor Hugo da Costa Pires”, o CEU das Artes.

O espetáculo foi contemplado pelo edital de cultura 02/2020, recebendo recursos da LAB (Lei Aldir Blanc, a lei federal 14.017/2020), por meio do decreto municipal 20.657, de 16 de julho de 2020.

De acordo com Santiago, este tipo de comédia “auxilia os jovens, ao proporcionar uma nova experiência de entretenimento e cultura”.

O comediante afirma que, com o show, ainda “é possível mostrar que há ‘lado bom’ em tudo, extraindo coisas engraçadas de todas as situações, criando ao mesmo tempo um senso crítico”.

“O humorista de stand-up precisa apenas de uma mente criativa, gostar de fazer as pessoas rirem e ter coragem para falar em público”, destaca Santiago.

Em virtude das medidas restritivas impostas pela pandemia de Covid-19, o local está com a capacidade reduzida, sendo necessário reservar o lugar antecipadamente, pelo telefone (15) 99707-4669.

Santiago participou do “Programa da Eliana”, no SBT, em 2016, no quadro “Disputa do Riso”. Foi vice-campeão paulista de “Open Mic”, na competição que tinha 40 participantes (concurso para iniciantes no stand-up comedy).

Ela também se classificou em quarto lugar na Copa de Stand-Up Comedy, tida como uma das provas mais importantes da categoria, realizada pelo Curitiba Comedy Club, na cidade de mesmo nome, competindo com 90 participantes.

Santiago já se apresentou em sete estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo) e em todos os principais “comedy’s clubs” do país, como o Comedians Comedy Club.

Ele também já se apresentou com todos os principais humoristas ativos na comédia nacional e realizou produções de shows, com público máximo de mil pessoas.