O Tempo de Ser é Agora!

2
RAUL VALLERINE

Com o tempo, você vai percebendo que, para ser feliz, você precisa aprender a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

Mário Quintana

O tempo de ser feliz não é um tempo que ainda vai chegar. É agora. As pessoas passam a vida fazendo planos. Quando eu crescer vou fazer só o que quiser. Quando eu crescer vai ser legal, porque vou ser independente.

E só vou fazer o que tiver vontade. Quando eu crescer eu vou viajar e conhecer todos os lugares que quero. Quando eu crescer, vou ter uma profissão, ganhar muito dinheiro e comprar um carro, uma casa e tudo o que desejar.

E as pessoas também sonham que um dia a vida vai ser mais fácil. Que vai sobrar mais tempo para fazer as coisas que gostam, como andar de bicicleta ou ver o pôr-do-sol num fim de tarde. E assim, as crianças um dia pensam em ser adolescentes. E os adolescentes pensam em ser adultos.

Então, um dia as pessoas crescem, deixam de ser crianças, deixam de ser adolescentes e viram adultos. O grande dia chegou, pensam as pessoas. Mas o grande dia já não é tão grande assim.

Os adultos têm muitas responsabilidades. Têm que pagar muitas contas. Têm que trabalhar. Têm que ganhar dinheiro para se sustentar.

E se casarem e tiverem filhos, então, as coisas ficam mais difíceis. Têm filhos para criar, para educar. Têm que ter tempo para os filhos. Têm que pagar médico, escola. Têm que ir ao supermercado, ao banco. Têm que cuidar da casa. Têm que ir a reunião da escola dos filhos.

Têm que ir às festinhas com as crianças. E aí o tempo de ser feliz fica cada dia mais distante. O tão sonhado dia que teria tempo para fazer tudo, some sem nem ter aparecido.

Então, começa tudo outra vez. Quando as crianças crescerem vamos poder ter mais tempo para fazer as coisas que gostamos, dizem seus pais. Mas aí as crianças crescem, viram adolescentes e depois adultos.

Talvez alguns filhos se casem, os pais talvez virem avós e ajudem a criar os netos. Ou se não tiverem crianças, talvez o casal fique planejando ganhar dinheiro para fazer a tão sonhada viagem. Ou alguma outra coisa qualquer.

E assim, muitas pessoas passam a vida dando desculpas e adiando o sonho de ser feliz. Sempre o culpado é o tempo que não chega, que não sobra, que passa rápido demais.

São poucas as pessoas que olham para si mesmas e enxergam que a felicidade não é um vir a ser. Felicidade não é coisa que vá se encontrar um dia e ficar com ela para sempre. Felicidade não existe só porque você está com alguém. Ou mesmo só porque você resolveu ter filhos. Felicidade é coisa que se conquiste a cada momento, a cada instante.

Ninguém é feliz o tempo todo, mas pode ser em muitos momentos que nem percebe. Muitas pessoas trabalham, ganham muito dinheiro e não são felizes.

Podemos ser felizes tal como éramos quando crianças e brincávamos sem ter as responsabilidades da vida adulta. Podemos ser felizes tal como éramos quando adolescentes e tínhamos muitos ideais.

Podemos ser felizes tal como éramos quando nos apaixonávamos e a vida cabia naquele breve momento de alegria. Podemos ser felizes tal como éramos quando valia a pena sonhar.

Por que deixar para ser feliz depois se você pode ser feliz agora? Por que será que as pessoas não aproveitam cada momento por ele ser único? Por que será que as pessoas sempre deixam para amanhã o que elas poderiam ter feito ontem?

O tempo de ser feliz não é um tempo que ainda vai chegar. É agora. Ele está em cada instante que você vive. Nas brincadeiras, nos estudos, no trabalho. Ele está na relação com os outros, mas na relação que não sufoca desejos.

As pessoas precisam aprender a amar. Na verdade, precisam aprender a se amar. Precisam parar de culpar os outros pela sua não felicidade.

Faça mais coisas que você deseja, pois senão ninguém fará por você. E curta cada momento, cada instante da sua vida, pois o tempo de ser feliz é sempre o tempo que estamos vivendo. O tempo de ser feliz não é um tempo que ainda vai chegar.  É agora!