Novo lote de vacinas aumenta imunização contra o coronavírus

285
Novo lote amplia abrangência da campanha de imunização aos idosos acima de 72 anos (Foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

A Vigilância Epidemiológica de Tatuí recebeu na manhã desta quinta-feira, 18, um novo lote de vacinas contra a Covid-19 e, assim, deu início à imunização de idosos de 72 a 74 anos. A vacinação do grupo foi antecipada pelo governo do estado de São Paulo e começou na sexta-feira, 19.

De acordo com a Secretária da Saúde, Tirza Luiza de Melo Meira Martins, para atender a demanda, foi enviado ao município um lote com 2.280 doses, que vai possibilitar a abrangência da população local nessa faixa etária.

O imunizante é a Coronavac, produzida em parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac Life Science, do grupo Sinovac Biotech. Do total, 1.960 vacinas foram destinadas à aplicação da primeira dose do público de 72 a 74 anos e 320, para imunizar o público de 80 a 84 anos com a segunda dose.

Mais uma vez, as ampolas foram retiradas em Sorocaba, na sede do Grupo de Vigilância Epidemiológica, e trazidas até o município por um funcionário da VE tatuiana, sendo entregues por volta das 11h30.

Este foi o décimo lote de vacinas contra a Covid-19 recebido pela cidade. Com esta remessa, somam-se oito lotes da Coronavac e dois da AstraZeneca, produzida junto à Universidade de Oxford e que, no Brasil, é distribuída pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

Publicidade

Desde sexta-feira, as vacinas estão sendo aplicadas na UBS “Dr. Almiro dos Reis”, na vila Doutor Laurindo, na ESF “Othoniel Cerqueira Luz”, na CDHU, e na ESF “Roseli de Oliveira Camargo”, no Jardim Santa Rita de Cássia, das 8h às 16h, e na UBS central, das 8h às 18h.

As quatro unidades oferecem sistema “drive-thru” para as pessoas, a partir de 72 anos, com dificuldade de locomoção.

Profissionais de saúde e idosos acima de 80 anos que já receberam a primeira dose do imunizante também devem procurar as unidades para completar a cobertura vacinal com a segunda dose.

Os idosos acamados, a partir dessa faixa etária, cadastrados no Sad (Serviço de Atenção Domiciliar) e nas unidades identificadas como ESF (Estratégia de Saúde da Família), são vacinados nas respectivas residências.

Para a prefeita Maria José Vieira de Camargo, “vacinar é o caminho mais curto para o fim dos efeitos econômicos dessa pandemia e também para salvar vidas”.

“Enquanto todos não são vacinados, vamos evitar aglomerações, e é muito importante o uso de máscaras”, ressaltou a prefeita em nota à imprensa.

A prefeitura orienta que pacientes que estiverem apresentando qualquer tipo de doença aguda febril, moderada ou grave, devem adiar o recebimento da vacina contra a Covid-19 até a resolução do quadro clínico.

Para o paciente já diagnosticado com Covid-19, a recomendação é adiar o recebimento do imunizante por pelo menos quatro semanas, para se evitar confusão com outros diagnósticos diferenciais.

“Como a piora clínica pode ocorrer até duas semanas após a infecção, idealmente a vacinação deve ser adiada até a recuperação clínica total e pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas”, orienta a secretária da Saúde.

Nova etapa

O vice-governador Rodrigo Garcia anunciou nesta sexta-feira, 19, a antecipação e a ampliação da vacinação contra Covid-19, incluindo idosos acima de 69 anos ainda no calendário de imunização do mês de março, junto ao público de 70 e 71 anos, e com início em 27 de março, dois dias antes da previsão inicial.

Inicialmente, a previsão era de vacinar somente idosos acima de 70 anos e só a partir do dia 29. Este é o segundo adiantamento do cronograma realizado pelo Plano Estadual de Imunização (PEI) de São Paulo no mês.

O primeiro resultou no início da imunização do público na faixa de 72 a 74 anos, que reúne 730 mil idosos. Com isto, já são mais de 5,1 milhões de pessoas de SP com cronograma de vacinação definido e em andamento, considerando todos os grupos anunciados até o momento.

Vacinação em Tatuí

A imunização em Tatuí começou no dia 24 de janeiro. Até às 9h desta sexta-feira, 19, 9.186 pessoas já haviam recebido a primeira dose, e outras 3.738 completaram o ciclo vacinal com a segunda dose, totalizando 12.924 vacinados com a Coronavac ou com o imunizante da Oxford/AstraZeneca.

Os públicos vacinados até o momento são profissionais de saúde, indígenas, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos vivendo em instituições de longa permanência, além de idosos em geral com idade a partir de 77 anos.

 

Publicidade