NOTAS POLICIAIS

341





Duas residências são furtadas e mulher tem bicicleta levada

Proprietários de duas residências registraram boletim de ocorrência de furto na segunda-feira, 14. No mesmo dia, uma dona de casa informou ter tido a bicicleta levada enquanto fazia sessão de exercícios, em uma academia, situada no centro.

Os furtos às casas ocorreram nos dias 10 e 12, na vila Paulina e Jardim Juliana, respectivamente. Conforme o proprietário do imóvel localizado no primeiro bairro, o imóvel teria sido invadido por bandidos no período entre as 15h e 14h da quinta-feira da semana retrasada.

O auxiliar de serviços gerais, de 28 anos, procurou o plantão policial para registrar o caso às 17h27 do dia 14. Na ocasião ele contou que os bandidos romperam o cadeado do portão e arrombaram a fechadura da porta da frente. Depois de revirar o imóvel, eles teriam levado dois televisores e um videogame.

Já o proprietário da casa no Jardim Juliana, um pedreiro de 31 anos, contou à polícia que bandidos levaram dez gaiolas, na tarde do sábado passado. Elas continham dez aves, sendo sete da raça canário da terra e três “tranca-ferro”.

A bicicleta da dona de casa, de 33 anos, teria sido levada de um suporte. A vítima relatou que deixou o veículo preso por uma corrente, às 13h10. Quando retornou para buscar a bicicleta, às 14h30, a mulher constatou o furto.


Mulher é furtada em caixa e tem quase R$ 4.000 retirados

Na tarde de sábado, 12, uma funcionária pública municipal de 58 anos teve cartão bancário furtado. A vítima informou que o crime ocorreu por volta das 12h, dentro de uma agência bancária, quando ela fazia uso de um caixa eletrônico.

Conforme boletim de ocorrência, a servidora notou que o cartão havia sido retirado depois de ter sido abordada por um homem que estava no interior da agência.

A vítima contou que o suspeito havia se aproximado quando o cartão dela ficou preso no caixa eletrônico. O homem teria dito que para desprendê-lo, a mulher teria de digitar a senha alfanumérica, mas não conseguiu retirar o cartão.

Na sequência, o suspeito teria falado para a mulher procurar algum funcionário. A vítima disse que tentou ver se havia alguém no local, mas não encontrou nenhum funcionário, uma vez que o banco não tem expediente em sábado.

Quando voltou, a funcionária relatou que percebeu que o cartão havia sido levado. Ela contou, ainda, que o homem que a abordou havia deixado o local e que tentou entrar em contato com o atendimento do banco para bloquear o cartão.

Por telefone, a mulher teria sido informada a respeito de dois saques, nos valores de R$ 2.000 e R$ 920 e que um empréstimo de R$ 949,54 havia sido feito.


Encarregado de manutenção é detido com arma pela PM

O encarregado de manutenção, Misael Lucas Pereira, de 32 anos recebeu voz de prisão da Polícia Militar na manhã de segunda-feira, 14. De acordo com boletim de ocorrência, ele mantinha na residência armas de pressão, munições e acessórios.

A detenção é decorrente de cumprimento de mandado de busca domiciliar. Os PMs revistaram a residência do suspeito, no Jardim Rosa Garcia 2, por volta das 7h.

No imóvel, os militares apreenderam diversos acessórios para arma de pressão (espingarda), um coldre, acessórios para revólver calibre 12, duas facas, duas espingardas, munição para pistola 7 mm (milímetros) e para espingardas.

Os militares relataram que Pereira permitiu a entrada na casa. Os PMs também disseram que a denúncia dava conta de que ele mantinha drogas no imóvel e produtos que haviam sido roubados de uma empresa. Os relatos repassados à polícia informavam que Pereira guardava munições roubadas dos vigias da empresa.


Motorista choca Golf contra barranco e é atuado na ‘129’

Um segurança de 29 anos teve o veículo apreendido na madrugada de segunda-feira, 14, após se envolver em um acidente. Por volta das 5h, o motorista bateu o automóvel que dirigia, um Golf, preto, ano 2009 e com placas de Tatuí, contra um barranco na altura do quilômetro 45,5 da rodovia Gladys Bernardes Minhoto (SP-129).

Policiais Militares Rodoviários atenderam a ocorrência e informaram que o homem estaria dirigindo em zigue-zague pela pista. Disseram, também, que ele estava bêbado.

Os rodoviários disseram, também, que ele bateu o automóvel contra um barranco. A equipe que atendeu o segurança constou que ele estava com a “capacidade motora alterada”, por conta do efeito do álcool.

De acordo com BO, o motorista passou por exame clínico, mas teria oferecido resistência quando recebeu voz de prisão. A equipe policial afirmou que “foi preciso fazer uso de força moderada” para conter o condutor.

No plantão policial, o condutor teve fiança arbitrada em R$ 1.500. Ele foi solto após pagamento do valor, mas teve o automóvel apreendido pela CR Trans.