Notas policiais

479
  • Vítimas pagam falso boleto de financiamento de automóvel

Dois homens, de 35 e 47 anos, foram vítimas de estelionato ao pensarem estar efetuando o pagamento da primeira parcela do financiamento de um veículo.

Eles receberam um boleto falso, mas só desconfiaram que se tratava de golpe após realizarem o pagamento. O caso foi informado à Delegacia Central no início da noite de sexta-feira, 23.

Conforme relatado por uma das vítimas, um gerente de 35 anos, em 26 de março, ele adquiriu um carro Honda, modelo Civic, em uma loja localizada em Pilar do Sul (SP). Ele deu R$ 16 mil de entrada e parcelou o restante em 48 vezes de R$ 1.208.

Na sexta-feira, 23, o gerente teria acessado o site da financeira e, depois, recebido, via WhatsApp, um boleto com todas as informações do contrato e o valor de R$ 1.208, referente à primeira parcela. Posteriormente, o patrão do gerente – um comerciante de 47 anos – efetuou o pagamento do boleto.

O gerente disse à PC ter desconfiado, pois o pagamento foi direcionado a uma conta de pessoa física, em benefício de “Sara de Moraes Guimarães”, e entrou em contato novamente com a financeira.

No entanto, o atendente afirmou que a empresa não envia boletos pelo WhatsApp, somente no e-mail do cliente, e que ele deveria ter caído em golpe.


  • Homem acusado de roubo é pego sem roupas pela PM

Um ajudante de cozinha de 24 anos foi preso, na noite de domingo, 25, suspeito de roubar um posto de combustíveis situado no Parque Marajoara. A Polícia Militar localizou e deteve o suspeito, que estava sem roupas, em uma residência no mesmo bairro.

Segundo a PM, por volta das 22h30, uma equipe fazia patrulhamento quando foi comunicada sobre o roubo ocorrido no estabelecimento comercial, no qual um suspeito, portando uma arma de fogo, havia levado dinheiro do caixa.

Na sequência, conforme a PM, os agentes iniciaram buscas pelo bairro e foram informados, por moradores, de que o acusado havia entrado “rapidamente” em um imóvel na rua Olga Garcia Bittencourt.

Os policiais bateram à porta para contatar o proprietário, mas, apesar de ouvirem vários barulhos de dentro casa, não estavam sendo atendidos.

De acordo com a corporação, após várias tentativas, uma moradora da residência abriu a porta e os agentes encontraram o suspeito do crime deitado nu, em uma cama.

Questionada, a moradora disse não conhecer o sujeito, alegando que ele teria entrado na casa sem a autorização dela e deitado na cama.

Os agentes encontraram, no banheiro do imóvel, as roupas que o suspeito teria utilizado durante o roubo, além de R$ 102,50 e um revólver calibre 22, sem munição. Indagado, segundo a PM, o ajudante de cozinha confessou o crime.

De acordo com o boletim de ocorrência, o acusado, identificado como Alex Sandro de Oliveira, foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde recebeu voz de prisão e ficou à disposição da Justiça. O dinheiro apreendido foi devolvido ao gerente do posto de combustíveis.


  • Populares impedem homem de furtar bolsa de estudante

Um ajudante de pintor de 27 anos acabou detido, na tarde de segunda-feira, 26, por volta das 15h40, acusado de tentativa de furto na área central. O indivíduo acabou sendo impedido por pessoas que estavam próximas da vítima, uma estudante de 17 anos.

Segundo relatado pela adolescente, ela estava caminhando próxima à esquina das ruas Humaitá com Tamandaré quando um sujeito a abordou, exigindo dinheiro para não pegar o celular dela. A estudante afirmou que não possuía dinheiro e saiu andando.

Entretanto, conforme relatado, o indivíduo seguiu-a, puxou-lhe a bolsa “com violência” e saiu correndo. Populares que estavam próximos ao local escutaram a adolescente gritar por socorro, capturaram o homem e acionaram a Polícia Militar.

De acordo com o boletim de ocorrência, a estudante recuperou a bolsa, contendo dois celulares, avaliados em R$ 2.000. O acusado foi levado à Central de Flagrantes e recebeu voz de prisão, permanecendo à disposição da Justiça.


  • Adolescente ameaça pai com um facão para reaver celular

A Polícia Militar apreendeu um adolescente acusado de ter ameaçado o pai dele para pegar o celular de volta. O caso aconteceu na noite de segunda-feira, 26, por volta das 20h40, na vila Santa Adélia.

Conforme a PM, uma equipe foi acionada, via rádio, para atender a uma discussão na qual um dos envolvidos estaria com um facão. Ao chegarem no local, os policiais encontraram o adolescente, com o facão em uma das mãos, conversando com o pai.

Durante a abordagem, segundo a PM, os agentes determinaram que o facão fosse colocado no chão. Posteriormente, souberam que a discussão começara após o pai ter pegado o celular do adolescente, pois ele estaria “andando em má companhia”. Por conta disso, o filho “partiu para cima” do pai com o facão, para recuperar o aparelho.

De acordo com a corporação, os policiais apresentaram o adolescente no plantão policial. Lá, foi elaborado boletim de ocorrência por ato infracional de ameaça. O adolescente foi liberado a um tio dele, enquanto o facão ficou apreendido.