NOTAS POLICIAIS

336





Dupla rende eletricista e leva carteira com R$ 10 e cartões

Dois homens armados – até o momento não identificados – roubaram um eletricista de 31 anos na manhã de sábado, 24. A vítima informou que os criminosos se aproximaram e anunciaram o assalto perto das 11h30. O crime ocorreu na rua Coronel Lucio Seabra, no centro.

Em depoimento, o eletricista conta que os bandidos têm entre 18 e 20 anos e que um deles estava armado. O homem disse que havia estacionado o veículo, um Prisma no local, ao lado de uma loja de material de construção. Quando descia do veículo, ele contou que os bandidos exigiram que ele entregasse a carteira.

No acessório estavam documentos pessoais, cartões de crédito e R$ 10 em dinheiro. Após pegarem a carteira, a dupla fugiu, a pé, correndo no sentido do “barrocão”.


Idosa presta queixa de injúria e crueldade contra companheiro

Na manhã de domingo, 25, uma idosa de 70 anos procurou o plantão policial para registrar ocorrência contra o companheiro. A vítima denunciou o homem, que tem 74, por injúria, crueldade contra animais e violência doméstica.

O casal convive há 14 anos em uma residência no Jardim América. Há quatro, a mulher disse que havia se desentendido com o companheiro e, desde então, os dois dormem em quartos separados e conversam somente o necessário.

Na noite de sábado, 24, a mulher e o aposentado teriam voltado a se desentender. De acordo com ela, o homem a teria ofendido, com apelidos como “flor-de-maracujá”, entre outros. Também teria agredido o cachorro da idosa com um rodo.

A vítima alega que esta não é a primeira vez que o homem bate no animal para deixá-la nervosa. Ela disse que as ofensas vêm ocorrendo com regularidade e que já registrou denúncias na Delegacia de Defesa da Mulher.


Menor é flagrado no domingo dirigindo Honda no Sta. Rita

Às 9h38 de domingo, 25, a Polícia Militar flagrou um menor de 14 anos dirigindo uma motocicleta. O adolescente passava com o veículo pela rua Benedito Nunes, no Jardim Santa Rita de Cássia, quando recebeu ordem de parada.

De acordo com boletim de ocorrência, a equipe encontrou com o menor quando fazia patrulha de rotina pelo bairro. Durante abordagem, constataram que ele era adolescente e o encaminharam, juntamente com a moto, ao plantão policial.

Depois de ser ouvido, o menor foi liberado na presença do irmão mais velho. Já a moto que ele dirigia, permaneceu apreendida em pátio que presta serviços à Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito). O veículo é uma Honda, modelo Titan, 125 cilindradas, azul, ano 2003 e com placa de Tatuí.


Pedreiro tem celular roubado por motorista no Santa Cruz

Na noite de domingo, 25, um pedreiro de 48 anos teve o celular roubado pelo motorista de um veículo prata, de modelo não identificado. A vítima contou para policiais militares que atenderam a ocorrência ter sido rendida por volta das 19h20, no cruzamento das ruas Capitão João Cidade e Quintino Bocaiúva.

Segundo o pedreiro, o criminoso teria parado o automóvel que dirigia, descido do veículo e anunciado o assalto. O homem disse estar armado e exigiu R$ 50. A vítima alegou que não possuía dinheiro e, por isso, o bandido teria pedido que ela entregasse o celular que carregava, modelo “dual chip”, marrom.

Depois de pegar o aparelho, o homem voltou ao carro e fugiu. No veículo, o pedreiro contou que havia outra pessoa. O comparsa não teria se envolvido no assalto e usava bigode, sendo moreno, com idade aproximada de 40 anos. O bandido que levou o celular é alto, magro e tem perto de 30 anos.


Rodoviários apreendem CNH falsa em fiscalização na SP-141

Policiais militares rodoviários apreenderam uma CNH (carteira nacional de habilitação) falsa na madrugada de segunda-feira, 26. O documento havia sido apresentado pelo condutor de um Volkswagen Gol, prata, ano 2005, com placas de Tatuí, parado em fiscalização às 2h45, na rodovia Mario Batista Mori (SP-141).

Conforme boletim de ocorrência, os rodoviários perceberam a fraude ao avaliar a habilitação. Na sequência, eles questionaram o condutor, um ajudante geral de 30 anos.

O homem teria dito aos PMRs, que havia comprado a habilitação pela quantia de R$ 1.200. Ele teria afirmado, também, que havia feito teste psicotécnico e exame médico, mas que não havia passado no exame prático.

Os militares apreenderam o documento que será encaminhado à perícia. Um laudo deverá verificar a autenticidade da CNH e anexado a um processo.