Notas policiais

826
  • Estudante é preso acusado de furtar restaurante no ‘Lincoln’

Um estudante de 19 anos foi preso no bairro Nova Tatuí, na tarde de quinta-feira, 20, suspeito de furtar um restaurante no bairro Lincoln Parque. Imagens da câmera do circuito de segurança do estabelecimento ajudaram a Polícia Militar a identificar o acusado.

De acordo com a PM, uma equipe da Força Tática recebeu denúncia informando que o comércio havia sido furtado durante a madrugada. Um rapaz teria entrando no restaurante e furtado R$ 30 em notas e um pote com moedas.

No local, os militares tiveram acesso às imagens do circuito de segurança e, posteriormente, com as características do rapaz, iniciaram as buscas. O cidadão foi encontrado na avenida Virgílio Montezzo Filho, na Nova Tatuí.

Segundo a PM, durante a abordagem, o rapaz, identificado como Lucas Henrique Pinto da Silva, estava carregando R$ 6 em dinheiro. Questionado, ele teria confessado o furto.

O acusado foi encaminhado à Delegacia Central, onde permaneceu à disposição da Justiça. Ainda conforme a PM, além de furtar o restaurante, o rapaz teria confessado vários furtos em outros estabelecimentos.


  • Comerciante é preso flagrado com baterias furtadas na ‘VM’

Um comerciante de 30 anos foi detido, na tarde de segunda-feira, 24, acusado de receptação, na vila Madalena. No estabelecimento comercial do suspeito, tipo “ferro-velho”, a Polícia Militar apreendeu 15 baterias que haviam sido furtadas da empresa TIM S/A, na vila Andrade.

Conforme o boletim de ocorrência, o crime teria acontecido no sábado, 22, contudo, somente por volta das 12h de segunda-feira, 24, uma equipe da PM foi acionada por um representante da TIM informando que teria a localização de uma das baterias furtadas da torre de transmissão de telefonia celular.

Os agentes acompanharam o representante da empresa até a rua Dr. Alberto Seabra, em um ferro-velho. No imóvel, a equipe foi recebida pela esposa do acusado, a qual informou que o marido não estava, mas teria autorizado a entrada dos policiais.

Segundo a PM, com a ajuda da vítima, os militares localizaram as 15 baterias. Os objetos foram apreendidos e encaminhados à Delegacia Central.

Na delegacia, Fernando Gonçalves se apresentou como proprietário do estabelecimento e afirmou ter comprado as baterias na quarta-feira passada, 19, de um homem desconhecido. Ele ainda alegou ter pagado cerca de R$ 600 pelas 15 peças.

O acusado recebeu voz de prisão em flagrante por receptação e permaneceu à disposição da Justiça.


  • Trio ameaça motorista e rouba caixa de circular na Mangueiras

Um motorista de transporte coletivo de 37 anos foi roubado, na noite de terça-feira, 18, ao parar em ponto de embarque de passageiros na avenida Cônego João Clímaco, a avenida das Mangueiras. A vítima informou o crime à PC por volta das 10h de quarta-feira, 19.

Segundo relatado, por volta das 22h, o motorista havia parado o ônibus para o embarque de um passageiro, momento em que um rapaz também teria entrado no transporte coletivo e anunciado o assalto.

Conforme a vítima, o rapaz usava camiseta amarela, mochila preta e boné branco e aparentava ter 18 anos e 1,70 metro de altura.

O motorista teria informado o criminoso de que havia câmeras no veículo, mas o rapaz não teria se preocupado e continuado a ameaçar a vítima, exigindo que entregasse o dinheiro.

Ainda conforme o BO, ao pegar o dinheiro, o assaltante, junto de outros três rapazes que faziam a cobertura do crime, fugiu correndo do local. Após a chegada da Polícia Militar, o motorista “fechou o caixa” e constatou que R$ 108 haviam sido levados pelos criminosos.


  • Homem vai até mercado para pagar contas e fica sem celular

Um homem de 49 anos teve o celular furtado enquanto pagava contas em um supermercado. O caso aconteceu na vila Paulínia, na tarde de segunda-feira, 24.

Conforme o boletim de ocorrência, o homem pegou uma bolsa, na qual estaria o aparelho Motorola MOTO G6, para pagar contas no estabelecimento, por volta das 14h15, e, ao chegar no estacionamento do supermercado, teria notado que o celular não estava mais dentro da bolsa.

Ainda segundo o boletim, a vítima foi até o departamento de segurança do supermercado e, após ver as imagens do circuito de monitoramento, constatou que um casal havia pegado o celular sem que ele percebesse.