Notas policiais

1195
  • Bandido furta celular e é preso após ser perseguido pela vítima

Um homem de 33 anos acabou sendo preso, na noite de quinta-feira, 12, após furtar o celular de um pedestre, na vila Esperança. A vítima, que teria sido furtada no Campo São Martinho e com a ajuda de um amigo, perseguiu o criminoso para recuperar o aparelho.

De acordo com boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil, a Polícia Militar foi acionada, via rádio, para atender a uma ocorrência em que três pessoas estariam brigando, na rua Idanilda Távora. Segundo o chamado, o solicitante estaria ouvindo gritos que diziam “devolve o celular”.

Quando a guarnição chegou, os dois amigos estariam “contendo” o ladrão. O aparelho teria sido lançado em meio a um matagal e, posteriormente, foi encontrado com a ajuda dos militares. Na sequência, os envolvidos foram encaminhados à Delegacia Central para prestarem depoimento.

Segundo o BO, a vítima teria afirmado que estava jogando futebol no momento em que ouvira algumas pessoas gritando para avisar que o rapaz havia furtado o celular e teria fugido.

O aparelho estaria junto com outros objetos no banco de reserva, mas o ladrão teria levado somente o telefone.

Na delegacia, o rapaz recebeu voz de prisão com possibilidade de fiança de R$ 1.000 e permaneceu à disposição da Justiça.


  • Ladrões furtam vaca leiteira e deixam as vísceras em chácara

Criminosos invadiram uma chácara e furtaram uma vaca leiteira, na madrugada de domingo, 15 da vila São Lázaro. A proprietária, uma idosa de 60 anos, relatou o caso, no plantão da Delegacia Central, na manhã do mesmo dia, após encontrar a cabeça e as vísceras do animal no meio do pasto.

Conforme relatado, por volta das 7h, a mulher levantou e procurou a vaca para ordenhá-la, momento em que encontrou o animal morto, sendo que a maior parte do corpo havia sido removida e levada.

Ao redor dos restos do animal, foram encontrados uma corda, uma marreta, um par de luvas e uma faca de açougueiro. A vítima relatou, ainda, que notara rastros de pneu na estrada, aparentemente de uma caminhonete tipo Saveiro ou Strada.

Ainda segundo o BO, a proprietária disse acreditar que a vaca teria sido laçada durante a madrugada, levada até a cerca, onde teria sido morta com um disparo de arma de fogo na boca e marteladas no crânio.

A vítima ainda teria relatado que essa não foi a primeira vez que esse tipo de crime acontece no bairro. Ela afirmou que, há cerca de dois meses, uma chácara vizinha havia sido invadida e que diversos animais teriam sido levados de forma parecida. A mulher não apontou suspeito e nem testemunhas do crime.


  • Auxiliar de produção é vítima de estelionato no Jardim Lírio

Um auxiliar de produção de 42 anos foi vítima de estelionato após repassar dados pessoais, por telefone, a um indivíduo desconhecido, que se fazia passar por funcionário de uma empresa de cobranças.

O crime teria acontecido na quarta-feira, 11. A vítima procurou a PC para registrar a ocorrência no início da noite de segunda-feira, 16.

Segundo relatado, o estelionatário afirmou que uma compra indevida havia sido efetuada no cartão de crédito da vítima e, em seguida, iniciou uma série de perguntas a respeito de informações pessoais.

O homem afirmou que o desconhecido já dispunha de diversos dados e pedia apenas para que ele completasse. Assim, acabou fornecendo os dados solicitados, como nome completo, documentos pessoais e o número do cartão de crédito.

No dia seguinte, a vítima entrou em contato com o banco emissor do cartão de crédito para confirmar se alguém havia tentado fazer uma compra indevida e a atendente informou que, na data anterior, uma pessoa solicitou um novo cartão, que seria enviado a um endereço de São Paulo.


  • Homem agride duas mulheres e capota veículo durante fuga

Um agricultor de 31 anos agrediu a namorada de 21 anos, esfaqueou a sogra de 71 e acabou capotando o carro durante tentativa de fuga, na noite de sábado, 14, no distrito de Americana. As vítimas relataram o crime à PC, após terem sido atendidas pela PM e pela GCM.

Segundo relatado, os envolvidos estariam em uma casa do bairro no momento em que iniciaram uma discussão, quando o homem teria começado a agredir “moral e fisicamente” a namorada, com socos e pontapés na cabeça, até pegar uma faca de cozinha e ameaçar matá-la.

A mãe da vítima estaria presenciando a briga e teria pedido por socorro, enquanto implorava que o agressor parasse.

Ainda segundo as vítimas, após ver a namorada desmaiada, o rapaz teria dito: “Eu já matei ela e agora vou matar você”. Desferindo golpes com a faca, o agressor teria atingido o braço da idosa antes que outras duas pessoas entrassem na casa e impedissem o homicídio.