Notas policiais

1729
  • Bicicleta furtada em garagem do Jdim. Tóquio é recuperada

Um homem de 27 anos foi preso, na quarta-feira, 20, acusado de furtar uma bicicleta em uma casa no Jardim Tóquio. A Polícia Militar encontrou o suspeito empurrando o objeto, que, posteriormente, teria sido reconhecido pela vítima.

De acordo com a PM, os agentes foram acionados via Copom (Centro de Operações da Polícia Militar), por volta das 2h, para atender a uma ocorrência de furto em uma casa do bairro. Conforme o morador, o objeto teria sido levado da garagem.

Em patrulhamento pelas redondezas, a equipe encontrou dois rapazes caminhando na avenida Vice-Prefeito Pompeo Reali, sendo que um deles estava em uma bicicleta com as características descritas pela vítima.

Conforme o boletim, o suspeito, identificado como Tiago Gregório, teria negado o crime e afirmado ser o proprietário da bicicleta. Porém, a vítima compareceu no local e reconheceu o objeto como sendo o que havia sido levado do imóvel. O rapaz foi encaminhado à Delegacia Central, onde permaneceu à disposição da Justiça.


  • Comerciante cai em golpe do empréstimo e perde dinheiro

Um comerciante de 53 anos procurou o plantão da Delegacia Central, na manhã de quarta-feira, 20, informando ter sido vítima de golpe. Ele queria efetuar um empréstimo, porém, acabou depositando dinheiro em contas de pessoas físicas e não recebeu o valor esperado.

Conforme o boletim de ocorrência, o homem solicitou um empréstimo on-line, no sábado da semana passada, 16, e a financiadora teria pedido um depósito de R$ 1.523 para liberar o valor contratado.

A vítima teria efetuado uma transação bancária de R$ 1.500, pois a lotérica teria recusado fazer o depósito do total. Ainda segundo o BO, como não era o valor combinado, a empresa entrou em contato com o comerciante, pedindo mais dinheiro. Dessa vez, ele teria de pagar R$ 689,77.

O valor deveria ser depositado em conta-corrente em nome diferente da primeira transação. No dia seguinte, outro “funcionário” da empresa teria entrado em contato com a vítima, pedindo o pagamento referente a uma taxa de abertura de crédito, de R$ 423,37.

Ainda segundo o BO, “a vítima percebeu se tratar de um golpe, mas, mesmo assim, efetuou o depósito, para ver se seria feita a liberação do valor contratado, porém, não obteve êxito”. No dia seguinte, os estelionatários mandaram um terno de responsabilidade para que a vítima assinasse e depositasse mais R$ 1.523.

A vítima, já com a certeza do golpe, procurou uma advogada, que está cuidando do caso e o orientou a registrar o BO.


  • Morador do Jdim. Andrea Ville tem casa invadida e é furtado

Um morador do Jardim Andrea Ville teve a casa invadida e furtada, na manhã de sexta-feira da semana retrasada, 8. A vítima procurou a Polícia Civil na manhã de quarta-feira, 20, relatando o crime.

Conforme informado, na data do crime, o homem saiu da casa por volta das 13h e, ao retornar, às 15h45, notou que o portão do imóvel estava aberto. Ainda segundo o BO, os invasores levaram dois patinetes, uma bicicleta, dois notebooks e um botijão de gás.


  • Mulher fica sem receber quarta parcela do seguro-desemprego

Na terça-feira, 19, uma mulher compareceu à Delegacia Central para registrar boletim de ocorrência de estelionato. A vítima, uma mulher de 20 anos, teria ido até a Caixa Econômica Federal para receber a última parcela do seguro-desemprego e acabou descobrindo um “golpe” na sexta-feira da semana passada, 15.

Segundo o boletim, a vítima já havia recebido três parcelas de R$ 959 com o número do PIS no caixa interno da agência, por não ter conta no banco, e, ao tentar sacar a última parcela que faltava, foi informada de que o valor teria sido transferido.

O destinatário teria sido uma conta-corrente de uma agência bancária do Rio de Janeiro. Ainda conforme o BO, a transação teria ocorrido no mesmo dia em que o valor do seguro estaria liberado para saque.


  • Dupla armada invade locadora, rende balconista e leva celular

Dois homens – um deles armado – invadiram e roubaram uma locadora de vídeos no Jardim São Paulo, na noite de quinta-feira da semana retrasada, 7. Um funcionário do estabelecimento comercia procurou a PC na manhã de terça-feira, 19, para relatar o crime.

Conforme informado, o funcionário estava no balcão quando a dupla entrou e anunciou o assalto. Em seguida, os criminosos teriam fugido, levando um celular dourado modelo J7 da Samsung e R$ 80 em dinheiro.