Notas policiais

1547
  • Computador e botijão de gás furtados de unidade de saúde

Bandidos arrombaram a porta da área dos fundos e furtaram objetos da unidade de saúde do bairro Santa Cruz, durante o fim de semana passado. O crime foi percebido por uma auxiliar de enfermagem na segunda-feira, dia 29 de janeiro, por volta das 6h30, quando ela chegou para trabalhar.

A funcionária procurou a Delegacia Central no dia seguinte, terça-feira, 30, e registrou o furto. De acordo com ela, os ladrões amassaram a porta e furtaram um computador (com todos os acessórios) e um botijão de gás.


  • Costureira acusa a ex-nora de perseguir filho após separação

Uma costureira de 41 anos procurou a polícia, na terça-feira, 30 de janeiro, para acusar a ex-nora de perseguição ao filho dela, após a separação do casal. De acordo com a denunciante, o filho manteve o relacionamento com uma moradora do bairro Tanquinho por um ano.

No fim de janeiro, o casal se separou e, conforme a costureira, a ex-nora começou a perseguir o filho, exigindo saber o paradeiro dele e causando “grande constrangimento à família”.

No dia 24 de janeiro, a mulher teria ido até a casa da família e derrubado um aparelho televisor, além de empurrar a ex-sogra contra uma parede. Segundo a costureira, desde então, a “ex” vem fazendo ameaças, inclusive, afirmando que compraria uma arma e não “descansaria até matar alguém da família”.


  • Inquilino é acusado de deixar imóvel sem pagar luz e água

O inquilino de uma moradia no bairro Nova Tatuí está sendo acusado de deixar o imóvel em que morava com atraso em diversas contas de luz e água. O dono da casa, um empresário, registrou um boletim de ocorrência, na terça-feira, 30 de janeiro, dando conta das pendências.

De acordo com a vítima, o inquilino se mudou do local e deixou as chaves com um vizinho. Em contato com a empresa Elektro, o dono soube que precisaria apresentar um termo de entrega das chaves, ou o registro da ocorrência.


  • Jovem pede ajuda na Caixa e furta carteira de dona de casa

Uma jovem aparentando ter 16 anos é apontada como autora de um furto dentro da agência da Caixa, no dia 25 de janeiro. A vítima, uma dona de casa de 23 anos, fez o boletim de ocorrência na terça-feira, 30 de janeiro.

A vítima alega que a jovem lhe pediu ajuda para fazer um saque no terminal eletrônico da Caixa da rua 11 de Agosto. Acredita a dona de casa que, durante o auxílio, a moça tenha se aproveitado para furtar a carteira, onde havia certidão de nascimento, título de eleitor, carteira de visita a presídio e um cartão do programa Bolsa Família.


  • Dono recupera carro furtado, mas tem a venda dificultada

O dono de um automóvel Gol, furtado e recuperado em dezembro de 2017, teve dificuldade para vende-lo no ano seguinte. O pai do proprietário precisou ir até a Delegacia Central e registrar novo boletim de ocorrência para tentar dar baixa no alerta de furto, que continuava vinculado ao carro.

De acordo com o morador do bairro Santa Adélia, o veículo furtado foi localizado um dia depois, abandonado na rodovia Antônio Romano Schincariol. A recuperação do carro foi informada na Delegacia Central, mas, conforme as informações mais recentes, não foi elaborado BO para fins de retirada da queixa de furto.

Ao tentar vender o carro, o proprietário foi até o Detran e soube da existência da queixa de furto no sistema. Por isso, precisou ir até a delegacia na terça-feira, 30 de janeiro. O novo proprietário do Gol comprometeu-se a apresentar o carro para perícia.