NOTAS POLICIAIS

281





Passageiro assalta motorista de ônibus no bairro Sta. Rita

Um motorista da empresa de ônibus responsável pelo transporte público municipal foi assaltado na noite de quinta-feira, 28, no bairro Santa Rita.

O motorista, de 37 anos, contou à polícia que passava pela rua Benedito Nunes quando, por volta das 19h20, um homem que estava na calçada “fez sinal” para que o ônibus parasse.

Ao embarcar, o rapaz empunhou uma faca e anunciou o assalto, ordenando que o motorista entregasse todo o dinheiro do caixa. Foram roubados R$ 42. Em seguida, o assaltante fugiu.

A vítima informou que conhece o autor “de vista”, já que o rapaz costumava utilizar o transporte público todos os dias.

Uma mulher também teria procurado o motorista para se oferecer como testemunha do crime, afirmando ter condições de reconhecer o assaltante.

Um boletim de ocorrência foi registrado no 1º DP (Distrito Policial) e seguirá para investigação.


Militares prendem serventes por assalto na vila Esperança

Os serventes Agnaldo de Campos, 32, e Ronaldo José Frazão, 24, foram presos na noite de quinta-feira, 28, depois de assaltarem um homem de 54 anos, na vila Esperança.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima foi surpreendida por três homens na rua Antonio Henrique da Silva, por volta das 23h.

Um dos homens teria anunciado o assalto e, empunhando uma faca, obrigado a vítima a entregar a bicicleta e o celular que portava no momento do roubo. Em seguida, os assaltantes fugiram.

O denunciante chamou a Polícia Militar, que foi até o local e realizou buscas pela vizinhança, nos bairros vila Esperança, Nova Tatuí e Jardim Europa, acompanhada pela vítima.

No Jardim Europa, o homem de 54 anos indicou aos policiais dois dos rapazes que haviam cometido o crime.

A dupla foi revistada, mas nada foi encontrado com eles. Ainda assim, a PM os conduziu até o 2o Distrito Policial.

Segundo a Polícia Civil, como a vítima havia reconhecido Campos e Frazão, os acusados acabaram presos em flagrante.


Motorista embriagado dirige na contramão e acaba preso

Um motorista de 51 anos foi detido pela Polícia Militar por dirigir embriagado. O homem foi abordado depois de trafegar na contramão pela rua Ada Lencione, no bairro São Conrado, na manhã de quarta-feira, 27. Além de dirigir em sentido proibido, o motorista falava ao celular.

Os policiais deram ordem para que o homem parasse o veículo. Mesmo com a aproximação dos agentes, o motorista não teria interrompido a ligação telefônica.

Os PMs teriam observado que o condutor teve dificuldades para descer do automóvel. De acordo com o boletim de ocorrência, ele apresentava sinais de embriaguez, como desequilíbrio, olhos avermelhados, “fala pastosa” e “hálito etílico”.

O motorista aceitou passar pelo teste do bafômetro. Ainda segundo o boletim, o resultado mostrou concentração de 1,26 miligrama de álcool por litro de ar. Por ultrapassar o máximo permitido, os policiais deram voz de prisão ao condutor. O veículo foi apreendido.

Na Delegacia Central, o motorista teria confessado que já havia sido autuado pelo mesmo crime – de embriaguez ao volante – no estado do Rio Grande do Sul.

O delegado de plantão calculou fiança no valor de R$ 3.400, que não foi paga pelo indiciado no momento do registro da ocorrência.


Dupla agride vítima com soco e empurrão na região central

Um servente de 26 anos foi agredido durante um assalto na noite de domingo, 24, na rua Adauto Pereira, no centro. O crime foi registrado na quarta-feira, 27.

O servente informou à Polícia Civil que estava em um ponto de ônibus por volta das 23h30, quando um rapaz teria se sentado ao lado dele. Conforme informações do boletim de ocorrência, a vítima levantou-se e foi abordada por outro homem, que ordenou que entregasse a carteira e o celular.

Na sequência, o rapaz que havia se sentado ao lado do servente teria atingido-o com um soco na nuca. A vítima reagiu e também teria dado um soco no rosto do assaltante, mas acabou sendo empurrada pelo comparsa e caiu.

Ainda de acordo com o boletim, os assaltantes aproveitaram a situação e roubaram o celular do bolso da calça do servente. Em seguida, fugiram.