NOTAS POLICIAIS

288





Dupla rouba aposentado que saía de casa no Jd. Junqueira

Armados com revólver, dois homens roubaram um aposentado de 65 anos no final da tarde de segunda-feira, 20. A vítima deixava a residência, na Chácara Jardim Junqueira, por volta das 17h57, quando os criminosos se aproximaram.

Conforme boletim de ocorrência, os suspeitos ocupavam um automóvel Ford Ka, preto. O veículo estava sendo conduzido por um terceiro suspeito, que não pôde ser visualizado pela vítima.

O aposentado contou que cada um dos criminosos utilizava uma arma. Segundo relato, eles usaram “provavelmente, um revólver calibre 38” para cometer o crime.

Depois de anunciar o assalto, os bandidos pegaram dois telefones celulares do aposentado. Os aparelhos são dois iPhones, um modelo 4S e outro 5S, ambos na cor branca. Além dos celulares, a dupla fugiu, levando R$ 200 em notas, em direção à marginal do ribeirão do Manduca.

Um dos suspeitos é magro, tem altura aproximada de 1,70 metro; o outro, da mesma altura, usava calça jeans e blusa bege. O terceiro não teve características divulgadas.


Criminoso ‘rasga’ parede de fábrica e leva esmerilhadeira

A Noma do Brasil teve equipamento furtado no final de semana passado. O crime teria ocorrido entre o sábado, 18, e o domingo, 19, conforme boletim registrado por um representante da empresa, na tarde de segunda-feira, 20.

A companhia paranaense funciona em um barracão na rua Marisa Carriel da Fonseca, no “loteamento empresarial”. Ela deve construir planta definitiva à margem da rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127), ao lado da Zoomlion.

Em boletim, um analista de 25 anos informou que um desconhecido teria levado uma esmerilhadeira do local. O funcionário relatou que a empresa “tomou ciência” do crime na manhã de segunda-feira. Funcionários teriam visto um buraco numa das paredes da fábrica, por onde o ladrão entrou para levar o equipamento.

Ainda conforme o analista, câmeras de vigilância flagraram a ação do bandido. As filmagens devem ser entregues à Polícia Civil e integrar inquérito.


Bandidos furtam depósito de loja de obras de arte no dia 6

Um microsystem, um barco de madeira, um computador, um monitor de vídeo e instrumentos musicais estão entre os objetos furtados do depósito de uma loja de obras de arte. Localizado no centro, o espaço teria sido invadido por ladrões no dia 6. Um vigilante da empresa, de 48 anos, registrou o caso 14 dias depois, na tarde de segunda-feira, 20.

Em depoimento, ele contou que trabalha para a empresa há seis meses e que o local teria sido invadido no período da noite. Na manhã do dia seguinte, 7, funcionários viram que “algumas coisas estavam fora do lugar e bagunçadas”.

Depois de constatarem o furto, eles apresentaram a relação de objetos furtados. Entre os instrumentos, estão: violão, guitarra, baixo, violino e cavaquinho.

Também segundo o vigilante, a empresa não pôde computar tudo que teria sido levado pelos bandidos em função da loja ser extensa e ter “grande volume de objetos”.


Bandido tatuado usa cabana para furtar oficina mecânica

Um homem (até o momento não identificado) teria usado uma cabana como disfarce para facilitar furto a uma oficina mecânica. O estabelecimento fica na rua Chiquinha Rodrigues e teria sido invadido no domingo, 19.

O proprietário da oficina, um comerciante de 69 anos, relatou o caso depois de ter constatado o sumiço de um alicate de pressão e “outras chaves” usadas na oficina.

Conforme ele, uma testemunha que mora perto do estabelecimento teria visto um homem, com altura aproximada de 1,70, magro, moreno e “todo tatuado” com uma cabana improvisada ao lado da oficina. O suspeito teria usado-a para se esconder da chuva e como disfarce para fazer um buraco numa das paredes.

Pelo espaço aberto em uma das laterais que fica em um terreno baldio, o homem tatuado teria entrado na oficina e retirado os objetos. Entre eles, uma chave de boca, uma chave inglesa e “outras”. No total, dez chaves foram furtadas.


Aposentado de Cesário Lange tem R$ 4 mil levados em Tatuí

Um aposentado que reside em Cesário Lange procurou a Central de Flagrantes da Polícia Civil de Tatuí para registrar crime de estelionato. O homem, de 75 anos, disse que teve R$ 4.000 retirados indevidamente de sua conta bancária. O saque teria ocorrido no final de semana.

Em depoimento, o aposentado disse que procurou a agência de Tatuí para fazer uma transação. O idoso citou que o cartão utilizado no caixa eletrônico teria sido “engolido” e que voltou para a zona rural de Cesário Lange por não conseguir retirá-lo.

Ao retornar para Tatuí, na manhã de segunda-feira, 20, teria sido informado por uma funcionária da agência que o cartão “não estava mais na máquina”. A mulher também teria dito que constava o saque na conta da vítima.