Noma, Zoomlion e Prefeitura discutem marginal de acesso

290
Publicidade





AC Prefeitura / Evandro Ananias

Representantes das duas empresas e da Prefeitura discutiram fases de implantação de via neste mês

 

Representantes da Noma do Brasil Ltda. e da Zoomlion participaram de reunião com o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, na semana passada. O encontro aconteceu no paço municipal para definição das etapas de instalação da via marginal de interligação à rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127).

Juntas, as empresas devem gerar mais de 2.000 empregos diretos a partir do ano que vem. As projeções são da assessoria de comunicação da Prefeitura. Conforme o setor, o primeiro passo para a concretização dos investimentos é a marginal.

Publicidade

O investimento é estimado em R$ 6 milhões, tendo sido discutido, ainda, por membros de outras empresas, como a CCR SPVias, Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Elektro e Gás Natural Fenosa.

Também compareceram à reunião, os secretários municipais de Fazenda, Finanças e Planejamento, Lilian Maria Grando Camargo, de Infraestrutura, Meio Ambiente e Agricultura, Nilton Raposo, do diretor do Demutti (Departamento de Trânsito e Transporte), Francisco Antônio Fernandes, o Quincas, e dos engenheiros da Prefeitura, João Batista Camargo e Leonardo Spada.

A reunião teve como objetivo afinar detalhes e acelerar as etapas para construção do dispositivo viário. O representante da CCR SPVias, Alexandre Sapadafora, aproveitou a oportunidade para apresentar o projeto executivo do acesso que contempla projeções de rotatória, viaduto e passarela.

Ele também falou sobre a mudança do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), que fica na altura do quilômetro 116 da rodovia. Segundo ele, o projeto já foi protocolado junto à Artesp – Agência de Transportes do Estado de São Paulo.

“Por isso, precisamos do empenho de todas as empresas e entidades envolvidas no processo para conciliação das redes de abastecimento de água, esgoto, energia e gás para as empresas que irão se instalar no local”, explicou.

Durante a reunião, o prefeito destacou que a futura marginal de interligação é “fruto de várias reivindicações junto ao governo do Estado”. Manu citou, ainda, que recebeu ajuda do deputado estadual Edson Giriboni (PV), quando ele esteve à frente da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos.

De acordo com o prefeito, Giriboni assumiu a missão de principal articulador da demanda, que foi autorizada em fevereiro pelo governador Geraldo Alckmin.

A marginal terá, aproximadamente, um quilômetro, com acessos e rotatórias entre os pontos de instalação das duas empresas e áreas de aceleração de caminhões de carga.

“Trata-se de obra fundamental para o nosso plano de realocar o desenvolvimento, também geográfico do município, para as margens da SP-127, ‘levando a cidade’ ao encontro da rodovia Castello Branco”, disse o prefeito.

No encontro, Manu também discutiu com os participantes os prazos para construção das duas fábricas. A Noma deve iniciar as obras no segundo semestre deste ano, enquanto a Zoomlion prevê “a largada das edificações” em 2015.


Publicidade