Nefrites são causa comum de doença renal

1382

Nefrite, ou Glomerulonefrite, é um termo usado para descrever inflamações renais. Elas podem ser agudas ou crônicas. As agudas tendem a ter uma melhora espontânea e, geralmente, ocorrem na infância, e, na forma crônica, ocorre uma lesão progressiva dos rins.

Sinais da doença podem ser a presença de proteína e sangue na urina e, habitualmente, elevação da pressão arterial.

No Brasil, a nefrite crônica é uma das causas mais comuns de insuficiência crônica dos rins, causando uma enfermidade terminal nestes órgãos, a qual, habitualmente, termina em diálise.

Os pacientes com nefrite aguda, frequentemente, têm evidência de uma infecção recente. E a mais comum é uma infecção de garganta ou da pele.

A maior parte das doenças que causa nefrite crônica, como Lupus e outras doenças autoimunes, tem uma evolução longa. Habitualmente, há períodos sem nenhum sintoma.

Durante esse tempo, no entanto, há uma lesão progressiva dos rins. Com a progressão da doença, existe inchaço das pernas e pressão alta persistente.

Sinais de insuficiência renal crônica são notados quando existe uma perda importante da função renal. Estes sinais são: perda de apetite; náuseas e vômitos; fadiga; prurido e pele seca; e câimbras, especialmente à noite.

Não existe um tratamento específico para a nefrite aguda. A doença estará, habitualmente, sanada em 3 a 12 meses depois do início. Tanto na aguda como na crônica, é muito importante controlar a elevação da pressão arterial, pois o seu descontrole pode levar a uma perda rápida da função do rim. Diuréticos são frequentemente utilizados para controlar o excesso de retenção de líquidos.

Estou à sua disposição para fornecer informações adicionais sobre os diferentes tipos de tratamento para as pessoas cujos rins apresentam alguma enfermidade ou algum grau de doença renal, bem como fazer o devido acompanhamento clínico e preventivo para evitar a progressão de doença que pode resultar em terapia de diálise.

Dra. Alessandra Bonilha Gonçalves
Médica especialista em Nefrologia com Título pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, Responsável Técnica pela Hemodiálise do Conjunto Hospitalar de Sorocaba, Nefrologista no Instituto Medicina Integrada de Tatuí (IMIT).