Vigilância Epidemiológica informa a 7ª morte por Covid-19 no município

Mulher de 67 estava internada na Santa Casa e foi sepultada em São Paulo

351
Publicidade
Da redação

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, notificou nas últimas 24 horas mais uma morte de paciente por Covid-19. No mesmo período, ainda foram registrados quatro novos casos positivos e 28 suspeitos.

O sétimo óbito confirmado pela doença no município é de uma mulher de 67 anos, que estava internada na Santa Casa de Misericórdia. Conforme o relatório, o sepultamento dela aconteceu em São Paulo.

No mesmo período, a VE registrou quatro novos casos positivos de Covid-19. Eles envolvem duas mulheres, de 55 e 63 anos, e dois homens, de 25 e 70 anos. Com exceção do idoso, que precisou ser internado na ala de isolamento de hospital particular, os outros três pacientes realizam tratamento domiciliar.

Também foram registrados 28 novos casos suspeitos, de 12 mulheres e 16 homens (o boletim não informa a idade dos pacientes), aguardando resultado de testes. Entre eles, 24 foram encaminhados a tratamento domiciliar.

No entanto, quatro suspeitos precisaram ser internados. Um homem de 60 anos está em estado grave na UTI da Santa Casa. Na ala de isolamento da unidade pública, estão dois homens, de 55 e 59 anos, apresentando quadros estáveis. Uma mulher de 58 anos foi internada no hospital particular, com quadro estável.

Publicidade

De acordo com a VE, nas últimas 24 horas, ainda foram descartados 18 casos suspeitos, de oito mulheres e dez homens.

Pelo boletim, publicado nesta manhã, Tatuí possui 353 notificações da doença. Deste número, 21 casos ainda aguardam resultados dos testes (incluindo um óbito), 241 foram descartados e 91, confirmados.

Dos casos positivos, 52 pacientes estão recuperados, 7 faleceram e 32 ainda estão em tratamento. Três pacientes estão hospitalizados em UTI: uma mulher de 67 anos e um homem de 81, na Santa Casa; e um uma mulher de 47 anos no hospital particular.

Dos casos suspeitos, 20 estão em tratamento domiciliar ou hospitalizados, dos quais três homens, de 60, 64 e 69 anos, e uma mulher, de 64, estão internados na unidade de terapia intensiva do hospital público.

Publicidade