Vacinas e imunobiológicos na rede particular

759
Publicidade
  • Hexavalente (6 bactérias juntas – numa só aplicação: DTPa – difteria, tétano e Pertussis (coqueluche) acelular + Hib (Hemophilus Influenza tipo B +IPV – poliomielite injetável) + hepatite B – Hexaxim ou Infanrix Hexa;
  • Pentavalente (5 bactérias juntas – numa só aplicação: DTPa – difteria, tétano e Pertussis (coqueluche) acelular + Hib (Hemophilus Influenza tipo B+IPV (poliomielite injetável) ­– Infanrix Penta;
  • Pneumocócica 13 valente (Prevenar 13 – no posto, só tem a 10 valente), pode ser feita a partir de 2 meses;
  • Pneumocócica 23 (Pneumo 23) – 23 tipos de pneumococos (a partir de 2 anose);
  • Hepatite A (2 doses – uma com 12 meses e uma segunda dose aos 18 meses);
  • Hepatite A + hepatite B – juntas numa só aplicação (Twinrix), infantil e adulto;
  • Meningite meningocócica conjugada C (qualquer idade a partir de 2 meses);
  • Meningite meningocócica conjugada A,C,W,Y (qualquer idade a partir de 2 meses);
  • Meningite meningocócica B (qualquer idade a partir de 2 meses);
  • Tríplice do adulto (dTpa) – qualquer idade a partir de 4 anos, principalmente para adultos e contactantes de bebês RN até 2 meses – para proteger o bebê da coqueluche (tosse comprida);
  • Herpes zoster (“cobreiro”), dose única a partir de 45 anos, qualquer pessoa pode tomar, mesmo que já tenha tido o Zoster;
  • HPV (papiloma vírus humano) com 4 vírus: 2 contra o câncer de colo de útero e 2 contra as verrugas genitais (adolescentes homens e mulheres) a partir de 9 anos – 3 doses;
  • Influenza – gripe tetravalente (2 virus B, H3N2 e H1N1- o vírus da gripe suína) ou gripe trivalente (vírus B, H3N2, H1N1) de fabricação Italiana;
  • Vacina contra o dengue – 3 doses (uma a cada intervalo de 6 meses) – Dengváxia;
  • Tetraviral – contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela (catapora) – todas juntas numa só aplicação;
  • MMR – (tríplice viral) contra sarampo, caxumba e rubéola – todas juntas numa só aplicação;
  • Varilrix – contra varicela (catapora), isolada;
  • Contra a febre tifoide polissacáride – qualquer pessoa a partir de 2 anos de idade;
  • Densis – aplicação endovenosa para osteoporose
  • Rophilac – para mães Rh negativas sensibilizadas na primeira gravidez com filho Rh positivo, para evitar icterícia – doença hemolítica do Rn no segundo filho em diante. Pode ser feita logo após o parto;
  • Imunoterapia bacteriana por via oral: 6 meses de tratamento. Pingar na boca 2 gotas VO uma vez ao dia em jejum – 3 fases (2 meses cada fase – total do tramento: 6 meses). Existe de 2 tipos:
  1. Extrato bacteriano tipo I – indicada para Infecções de vias aéreas superiores, composto por Streptococcus Pneumoniae, Klebsiella penumoniae, Brahmanella catarrhalis e Stafilococcus aureus; e
  2. Extrato bacteriano tipo II – indicada para infecções de vias aéreas inferiores, composto por Streptococcus pneumoniae, Klebsiella pneumoniae, Brahmanella catarrhalis, Stafilococcus aureus, Haemophylus Influenza B, Streptococcus alfa hemolítico, Streptococcus beta hemolítico, Streptococcus faecalis, Staphylococcus epidermidis, Bordetella pertussis, Proteus sp, Pseudomonas SP e Eschirichia coli.

Imunoterapia (vacinas para rinite, asma e herpes e cândida)

  1. Vacinas injetáveis e por via oral (sublingual) para: pó + ácaros (mix) + fungos do ar – tempo prolongado de tratamento de no mínimo 3 anos;
  2. Vacinas por via oral para picadas de insetos (formiga e mosquito) – tempo prolongado de tratamento de no mínimo 3 anos;
  3. Vacinas injetáveis para imunoterapia contra herpes simplex e cândida Albicans (Monília) – 18 doses, uma por semana em 18 semanas de tratamento

Atenção senhores pais: não deixem de aplicar uma dose de reforço da tetra viral – sarampo, caxumba, rubéola e varicela (catapora) – após os 15 meses de idade das crianças, que pode ser feita em qualquer idade, pois o sarampo (uma doença grave) está retornando com focos em vários locais do Brasil.

Fonte: arquivos próprios

* Médico com TEP em pediatria pela SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) e AMB (Associação Médica Brasileira), diretor responsável pelo Cevac – Centro de Vacinação

Dia 21 de julho – Feliz Dia dos Pediatras, para todos os meus colegas, que se dedicam à saúde dos bebês e de todas as crianças!

Publicidade