Tricolor Gaúcho

4018
Arquivo Cláudio Aldecir
Publicidade

Acontece que a disputa era diferente. A FIFA entrou no comando e a coisa, temos a impressão de que, perdeu a graça. Era o campeão da América contra o campeão da Europa. Sabidamente nesses continentes se pratica o melhor futebol do mundo e fim de papo.

Agora entram na disputa, campeões de todos os lados, mas ficando ainda os pioneiros com o privilégio de entrarem na fase final do tão esperado Campeonato Mundial de Clubes.

Em 11 de dezembro de 1983, o Grêmio, então campeão americano com um time bem arrumado e comandado por Valdir Espinosa, enfrentou o campeão europeu, o Hamburger SV, ou Hamburgo da Alemanha. E o jovem Renato Gaúcho fez os dois gols na vitória suada e brigada por 2 a 1.

A foto mostra a sempre admirada e conhecida equipe que entrou em campo no Japão para a façanha. Em pé: Paulo Roberto, Mazaropi, Baideck, China, Paulo César e De Leon. Agachados: Renato Gaúcho, Osvaldo, Tarciso, Paulo Cezar Cajú e Mário Sérgio. Lembrando que Caio e Bonamigo entraram na equipe no decorrer do segundo tempo.

O Grêmio se tornou na época a terceira equipe brasileira a ser campeã, ao lado de Santos (1962/1963) e do Flamengo (1981).

Publicidade

Bons tempos. De fato, um feito expressivo do tricolor dos pampas.

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade

Publicidade