Território Motorsport encerra ano com título em etapa de rali no Sul

Duas duplas garantiram a equipe tatuiana em pódios em Porto Alegre

201
Dupla goiana, Lélio Júnior e Weberth Moreira, levantou areia nas dunas gaúchas (foto: Gustavo Epifânio/DFotos)
Publicidade
Da redação

A bordo dos modelos UTVs Can-Am Maverick X3, preparados pela equipe tatuiana Território Motorsport, os paulistas Rodrigo Luppi e Maykel Justo e os goianos Lélio Júnior e Weberth Moreira encerraram o Rally Rota Sul no sábado, 7, em Porto Alegre, subindo ao pódio.

A etapa gaúcha, realizada na sexta-feira e sábado, 6 e 7, encerrou a temporada do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, o Campeonato Sertões Series, e ainda somou pontos para o Sul-Americano de Rally Cross Country (Codasur) na modalidade para carros.

A dupla Luppi e Justo terminou a prova em 10 horas, 12 minutos e 44 segundos, cravando o melhor tempo na categoria UTV Pró. Após vencer o segundo dia de disputas, eles conquistaram o título da categoria e a quarta colocação na classificação geral do rali.

Já Júnior e Moreira terminaram como vice-campeões na UTV Super Production e na 12ª posição geral, com tempo de 11 horas, 22 minutos e 53 segundos. Eles completaram os dois dias do evento com o segundo melhor tempo da categoria.

Piloto de Vinhedo, Luppi comemorou a vitória no Rota Sul na UTV Pró. “O segundo dia da prova teve mais ‘a nossa cara’. A especial (trecho cronometrado) muito boa, mais sinuosa, com um trecho final bem legal de dunas, com navegação por GPS, e o Justo foi perfeito. Foi sensacional pela disputa acirrada, ganhamos no acumulado por 18 segundos e terminamos em quarto lugar na geral!”, celebrou.

Publicidade

Ele ainda terminou 2019 como vice-campeão da categoria no Sertões Series e protagonizou uma briga pelo título nacional. Porém, por cinco pontos, subiu ao pódio como vice-campeão do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

“Estou feliz com os resultados conquistados neste ano. Justo e eu estaremos de volta em 2020 com força total e novidades”, avisou Luppi.

Com uma trajetória de duas décadas nos ralis, sobretudo como navegador, Júnior resolveu assumir a pilotagem e estreou nos UTVs durante o Rally dos Sertões 2019, alcançando a segunda posição na Super Production, ao lado de Moreira. Três meses depois, a dupla voltou a competir e escolheu fechar o ano com o Rota Sul.

Júnior e Moreira terminaram a temporada “coroados” com o título do Sertões Series e como vice-campeões brasileiros.

Outra dupla, formada pelo piloto tatuiano Edu Piano e o navegador Solon Mendes, não disputou o Rally Rota Sul, mas fechou o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country na terceira posição na UTV Over Pró e como a quinta mais rápida dos UTVs. Já no Sertões Series, Piano e Mendes também finalizaram com a terceira colocação na categoria.

O Rally Rota Sul percorreu, ao todo, 1.110 quilômetros, sendo 576 no primeiro dia e mais 524 no segundo, dois quais 725 quilômetros foram de trechos cronometrados.

A largada aconteceu em Pelotas e a chegada, em Porto Alegre, com passagem pelo litoral e interior gaúcho, contando com a participação de 65 veículos, entre motos, quadriciclos, UTVs e carros.

Publicidade