Tatuíprev vai passar a atender em nova sede a partir desta segunda-feira

417
(imagem: AI Prefeitura)
Publicidade

O Instituto de Previdência Própria do Município de Tatuí (Tatuíprev) informa que passará a funcionar em nova sede a partir de segunda-feira, 5. O serviço será realizado na rua Dona Margarida Carillo Iazetti, 35, Jardim São Paulo, localizado atrás da rodoviária.

A mudança acontece levando em conta o fato de que o prédio da atual sede é antigo e não possui estrutura adequada para receber pessoas com deficiência.

Além disso, o espaço interno também é pequeno, e a solicitação de mudança foi apontada como necessária pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, por causa da fragilidade em termos de segurança (insegurança patrimonial).

“Já a nova sede possui uma excelente estrutura, e suas dependências dispõem de recursos de acessibilidade, para melhor atender pessoas com deficiência”, ressalta a assessoria de comunicação aa prefeitura.

O novo prédio também conta com uma sala para procedimentos de perícia médica – uma novidade, pois até então era utilizado um espaço cedido pela equipe da Medicina do Trabalho, na sede do Departamento de Recursos Humanos da prefeitura.

Publicidade

A nova sede conta, ainda, com sala de reuniões, que também não havia na sede original, sendo necessário utilizar uma sala da Fundação Educacional Manoel Guedes (Femague).

“Além disso, as novas instalações possuem melhor segurança patrimonial, garantindo a proteção do patrimônio público. Sem contar, a localização do bairro em que está instalada, que possui facilidade de estacionamento”, acrescenta a assessoria.

Atualmente presidido pelo advogado Rosan Paes Camargo Filho, o Tatuíprev atua em benefícios de pensão, aposentadoria, salário-maternidade e benefícios temporários, e tem condições de fazer simulações que mostram aos servidores uma previsão de data para se aposentarem.

O instituto é fiscalizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) e pelo Ministério da Previdência, e recebe os valores pagos pela Câmara, pela Prefeitura, pela Femague e, também, pelo próprio Tatuíprev, que possui quadro de servidores ativos, repassando-os aos servidores no momento da aposentadoria.

Publicidade