Tatuí obteve a quarta melhor nota do Ideb na microrregião

    473
    Publicidade
    Liderança Ferramentas
    Anglo
    EleService institucional
    Siltec

    Dentro da microrregião, Tatuí apresentou a quarta melhor nota do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). O comparativo foi realizado entre as redes municipais de Cerquilho, Boituva, Torre de Pedra, Tatuí, Cesário Lange, Laranjal Paulista, Porangaba, Pereiras e Quadra.

    A rede municipal com melhor índice de aprendizado foi Cerquilho. O município tem quase 46 mil habitantes e registrou nota 7.6 no Ideb.

    O segundo lugar do comparativo ficou com Boituva, cidade de 59 mil habitantes. O município teve nota 7.1 na avaliação nacional e foi seguido por Torre de Pedra, de 2.365 habitantes, com 6.8 pontos.

    Tatuí entra na quarta colocação, com nota 6.4 para o primeiro ciclo do ensino fundamental. Esteve à frente de Cesário Lange, que obteve nota 6.3, Pereiras, com 6.2, Porangaba, com 6.1, e Laranjal Paulista, com 6.

    Na microrregião, a cidade com menor pontuação foi Quadra, com 5.9 pontos. Oito municípios alcançaram a meta estabelecida para o ano. Somente Laranjal Paulista não atingiu o limite preconizado, que era de 6.2.

    Publicidade
    Liderança Ferramentas
    Anglo
    EleService institucional
    Siltec

    No comparativo das cidades com as notas do nono ano do ensino fundamental, Tatuí ficou na quinta posição, com 4.4, e não atingiu a meta de 4.9. A lista de cidades com melhores índices do ciclo é também encabeçada por Cerquilho (6), seguida de Boituva (5.4), Quadra (5.2) e Cesário Lange (5.2).

    O “ranking” é completado pela cidade de Laranjal Paulista, com 4.2 pontos. As outras cidades não possuem escolas municipais para alunos de 6º a 9º ano ou não participaram da avaliação do índice em 2017.

    A secretária municipal de educação, Marisa Aparecida Mendes Fiusa Kodaira, avalia que os resultados “estão indo no caminho certo” e destaca que, no primeiro ciclo do ensino fundamental, o município alcançou pontuação maior que a registrada em 2015.

    Na ocasião, a nota foi de 6.3, ultrapassando a meta de 6.1. Com relação ao segundo ciclo, a nota permaneceu estável, em 4.5.

    Para Marisa, “a melhora se deve a um trabalho conjunto de formação do professor através da equipe pedagógica”. “Formamos o coordenador por meio de reuniões sistemáticas, e eles, por sua vez, repassam o aprendizado para o professor, que também recebe capacitação”, argumentou.

    Marisa ainda ressalta a parceria com o Instituto “Ayrton Senna”. “Eles têm um papel importante. É tudo uma somatória, uma série de fatores que levam à melhoria do ensino de Tatuí. Temos muito trabalho, mas vale a pena, porque é muito prazeroso você ver o resultado, ver o aluno melhorar”, comentou.

    A secretária ainda avalia que os resultados do ano foram positivos. “Conseguimos avançar em vários pontos. As escolas estão bonitas, reformadas, e as que não estão ainda vão ser. Então, houve uma melhora grande na estrutura física. Agora, vamos investir ainda mais no conhecimento dos nossos gestores”, acrescentou.

    Publicidade
    Liderança Ferramentas
    Anglo
    EleService institucional
    Siltec