Tatuí é destaque em prêmio de turismo

Cidade ficou entre os 10 destinos turísticos mais votados do Estado de São Paulo

2002
Maria José e Cassiano comemoram o prêmio Top Destinos Turísticos (foto: AI Prefeitura)
Publicidade

Tatuí recebeu, na sexta-feira, 18, o troféu do prêmio Top Destinos Turísticos, na categoria “estudos e intercâmbio”. O evento foi realizado no Hall Monumental da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo).

A premiação foi entregue à prefeita Maria José Vieira de Camargo, que esteve presente no evento ao lado do secretário do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli.

Das 39 cidades vencedoras, Tatuí esteve presente na lista das dez mais destacadas, segundo a votação popular. O município ficou com a nona colocação no geral, atrás apenas de Itanhaém, Praia Grande, Santos, Bofete, Guarujá, Campos do Jordão, Olímpia e Ilhabela.

Mais de 400 cidades se inscreveram nesta edição do concurso, disputado em 13 categorias: aventura, cultural, ecoturismo, esportes, estudos e intercâmbio, náutico, negócios e eventos, pesca, religioso, rural, saúde, social e sol e praia. Cada categoria foi disputada por três municípios, eleitos pelo voto popular.

O prêmio tem como objetivo identificar e selecionar os melhores destinos turísticos do Estado de São Paulo. Ele é uma realização conjunta da ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil) e da Skál Internacional São Paulo.

Publicidade

A prefeita Maria José destacou os pontos positivos de Tatuí, sendo as principais referências do município: “Capital da Música”, “Cidade Ternura”, “Terra de Paulo Setúbal” e “Terra dos Doces Caseiros”.

Segundo o presidente do Comtur (Conselho Municipal de Turismo), Wagner Eduardo Graziano, o prêmio é uma importante conquista para o turismo da cidade. Segundo ele, para se conseguir chegar a um bom número de votos, foi fundamental a participação da comunidade e da população.

“Nós poderíamos ter ido muito melhor, mas não tivemos muito tempo. De qualquer forma, mostra que a cidade quer participar. Turismo, hoje em dia, é importante para qualquer cidade”, apontou o presidente.

Graziano destacou que a cidade está criando bases para um turismo sólido e que a obtenção do prêmio é a comprovação de que “o trabalho está sendo feito de maneira correta e bem pensada”.

O presidente do conselho destacou a importância dos totens de votação, que foram instalados durante a Feira do Doce no ano passado, em uma das edições do projeto Música na Praça e em diversas escolas municipais.

César Augusto de Araújo, vice-presidente do Comtur, comentou que o prêmio deu visibilidade muito grande para Tatuí e que o município foi destaque em todo o “trading” turístico do Estado.

“Agora, a gente está indo no nível Brasil. O prêmio é do Estado de São Paulo, mas a divulgação feita pela Skál e ADVB é difundida em nível nacional. O destaque que demos para a cidade foi muito grande”, comemorou Araújo.

Segundo o vice-presidente, a premiação irá colocar Tatuí em uma boa posição no ranking das cidades MIT (município de interesse turístico) com intenção de se tornar estância turística.

“Imaginamos que, em 2019, já teremos a definição desse ranqueamento. Estamos fazendo todo o esforço possível para chegar ao objetivo de tornar Tatuí uma estância turística. O destaque está sendo dado, esse prêmio foi bem expressivo e muito comentado”, informou.

Araújo também destacou que o turismo do município passou pelo trabalho de um corpo técnico, que avaliou o potencial turístico da cidade.

“Esse corpo é formado por integrantes do trading turístico, de pessoas que votam os projetos do MIT, como o Toni Sando e Bruno Omori, que estiveram aqui durante o 1° Encontro de Turismo”, completou.

Graziano explicou que o Conservatório foi o principal “carro-chefe” para a conquista de Tatuí e que a escola oferece, à cidade, a parte cultural e, “em contrapartida, o turismo reforça a importância do Conservatório na cidade”, finalizou.

Os municípios vencedores, em cada categoria, foram: Bofete, Brotas e Cunha (aventura), Campos do Jordão, Embu das Artes e Holambra (cultural), Monteiro Lobato, Peruíbe e Santo Antônio do Pinhal (ecoturismo), Ilha Comprida, Pardinho e Praia Grande (esporte), Bauru, São Bernardo do Campo e Tatuí (estudos e intercâmbio),

Também foram comtempladas as cidades de Cananéia, Ilhabela e São Vicente (náutico), Campinas, Ribeirão Preto e Santos (negócios e eventos), Caraguatatuba, Ilha Solteira e Itanhaém (pesca), Aparecida, Iguape e Olímpia (religioso), Águas de Lindóia, Paranapanema e São Roque (rural), Barretos, Serra Negra e Sorocaba (saúde), Águas de São Pedro, Itu e Socorro (social) e Avaré, Guarujá e São Sebastião (sol e praia).

Publicidade