Saúde anuncia para ano que vem PSF no Jardim Tóquio

277
Publicidade
Siltec





AC Prefeitura / Evandro Ananias

Prefeito divulgou construção de posto de atendimento e programa em reunião e instituiu comissão

 

A Prefeitura programa para o ano que vem, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, a implantação do PSF (Programa Saúde da Família) no Jardim Tóquio.

De acordo com a assessoria de comunicação do Executivo, a previsão é de que moradores do bairro e da região sejam atendidos pelo programa a partir do segundo semestre.

Publicidade
Siltec

Além do PSF, a Prefeitura anunciou que deverá implantar, no Jardim Tóquio, um posto de atendimento. Ele funcionará num prédio situado na rua Professor Celso de Camargo.

Conforme o setor de comunicação, o imóvel está “inacabado há, pelo menos, 15 anos”. A Prefeitura informou que o prédio havia sido cotado para abrigar uma UBS (unidade básica de saúde) e, posteriormente, uma creche municipal.

O Executivo divulgou a previsão de investimento na tarde de quarta-feira, 20. A definição teria sido realizada em reunião no paço municipal entre o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, representantes do bairro e o vereador André Norbal.

Com o futuro dispositivo, a Prefeitura estima atender 6.000 pessoas, compreendendo os 5.300 do Jardim Tóquio – citados pela assessoria com base no Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) – e os demais moradores de bairros, como Europark e Residencial Astória.

Em nota, o prefeito reiterou que o futuro investimento é um compromisso de campanha. Manu nomeou, na ocasião da reunião, uma comissão permanente para acompanhar o processo de implantação do posto de atendimento.

A Prefeitura será responsável pela reforma estrutural do prédio, providenciando adaptações na parte civil, elétrica e hidráulica, além de mobiliário e equipamentos.

“Enquanto preparamos o levantamento orçamentário, planejamento e licitação, a equipe da Secretaria de Saúde tratará do cadastramento dessa nova equipe do Programa Saúde da Família, junto ao Ministério da Saúde”, disse o prefeito.

Também por meio de nota, o vereador disse que a intenção do Executivo é “manter uma estrutura em pleno funcionamento, que seja sólida, permanente, e não sofra alterações por mera decisão política”. “Trata-se de um sonho dessa população que vem se arrastando há quase duas décadas e, agora, passa formalmente a fazer parte dos planos do nosso prefeito”, afirmou.

“Mesmo com inúmeras dificuldades, com as dívidas que nós mesmos tivemos que parcelar na Câmara Municipal, Manu foi sensível à demanda e comprometeu-se a melhorar a vida e as condições de saúde daquela população através desse novo investimento”, complementou, por meio da assessoria da Prefeitura.

Segundo o setor de comunicação, os moradores “se mostraram animados com a recepção e com as novas perspectivas”. “Fomos muito bem atendidos e ficamos muito satisfeitos com o que ouvimos do prefeito”, afirmou Cláudio da Silva, morador do bairro e que participou da reunião, em nota do Executivo.

“Na verdade, ficou para sair um posto lá no bairro, mas parou. Infelizmente, a turma quebrou e depredou o prédio. Hoje, a gente tem que deslocar até o São Cristóvão. Vai melhorar muito pra gente com o novo posto”, disse ele.

O PSF em Tatuí funciona no Jardim Santa Rita de Cássia e no Jardim Gonzaga. A equipe que atua no programa é formada por médico, enfermeira e auxiliar de enfermagem.

Conta, também, com agentes comunitários de saúde, responsáveis pelas visitas e acompanhamentos nas residências da área de cobertura.

Conforme a Prefeitura, uma das características do programa é descentralizar o atendimento prestado pelas UBSs (unidades básicas de saúde) e pronto-socorro, como forma de desafogar o fluxo de pessoas nesses locais.


Publicidade
Siltec