Santa Casa inaugura nova ala psiquiátrica

Espaço poderá atender pacientes em tratamento mental e de dependência química

385
Autoridades participam de cerimônica de entrega da nova ala da Santa Casa que vai atender pacientes em tratamento psiquiátrico (foto: DIléa Silva)
Publicidade
Siltec
Da reportagem

Uma ala exclusiva para atendimento psiquiátrico foi inaugurada nesta sexta-feira, 22, na Santa Casa de Misericórdia de Tatuí, atualmente administrada pelo governo municipal.

A cerimônia de inauguração do espaço ocorreu em frente à nova unidade, com a presença da prefeita Maria José Vieira de Camargo, do ex-prefeito e secretário parlamentar Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, secretários, diretores municipais e funcionários da entidade.

A ala é formada por nove leitos (sendo oito para atendimento do Sistema Único de Saúde e um particular), banheiros e sala de acolhimento, que vão possibilitar o atendimento de pacientes com problemas mentais e em tratamento das dependências de álcool e drogas.

A O Progresso, a interventora da Santa Casa, Márcia Giriboni, informou que, até então, os pacientes que precisavam desse tipo de serviço eram transferidos a clínicas e hospitais especializados da região.

Ela ressaltou que, com o novo espaço de atendimento, os pacientes tatuianos que necessitem de tecnologia hospitalar, de monitoramento ou de atendimento mais urgente poderão receber tratamento especializado.

Publicidade
Siltec

“Vai reduzir os gastos e trazer melhor comodidade para os pacientes. Aqui, não é um ambiente onde o paciente vai ficar internado por longos períodos, como era antigamente; aqui, nós vamos tratar e deixar a pessoa bem, para ela poder voltar para a família, que é o mais importante”, ressaltou a interventora.

A secretária da Saúde, enfermeira Tirza Luiza de Melo Meira Martins, afirmou que, a partir de segunda-feira, 25, uma equipe exclusiva de psiquiatras e enfermeiros estará disponível para atender os pacientes que estão aguardando internação.

“Até então, tínhamos uma dificuldade muito grande para atender os pacientes em casos mais graves de problemas mentais e dependentes químicos, e, com isso, poderemos atender melhor estes pacientes, o que representa a realização de um sonho para o município”, enfatizou a secretária.

Tirza classificou o novo espaço como uma retaguarda da rede de serviço psicossocial já existe, elencando alguns dos serviços disponíveis no município pelo CAPs (Centro de Atenção Psicossocial) e no Cemem (Centro Municipal de Especialidades Médica) “Dr. Jamil Sallum”.

“No CAPs, temos oficinas terapêuticas e uma equipe multiprofissional que acompanha os pacientes. Já o Cemem conta com psiquiatras que atendem aqueles que não são tão graves e aqui, na ala de psiquiatria, estarão os pacientes considerados graves, que necessitam de ajuda urgente”, pontuou a enfermeira.

A área que abriga a nova ala fica separada das demais dependências do hospital – onde anteriormente funcionava a pediatria. No espaço, reformado pela equipe do projeto “Abrace a Santa Casa”, as janelas receberam grades de proteção e as portas foram substituídas.

Ainda com a ajuda dos voluntários, também foi realizada a revisão da fiação, pintura das paredes, manutenção dos sanitários e reformas nas poltronas e camas. Os lençóis e demais roupas de cama foram todos doados pelo Fusstat.

A coordenadora do projeto “Abrace a Santa Casa”, Alessandra Vieira de Camargo Teles, informou a O Progresso que todo o material usado na revitalização do espaço da nova ala foi recebido por meio de doações.

“Aqui, foi usada muita criatividade e pouco recurso. As tintas a gente já tinha, as portas o Lions Clube doou e as outras coisas, como a parte elétrica e as redes de proteção, nós compramos com recursos do projeto, que também é fruto de doação”, salientou a coordenadora.

Alessandra destacou que a reforma do prédio que abriga a nova ala começou logo após a inauguração da pediatria “Bepe Vanni”, no segundo andar da Maternidade “Maria Odete Campos Azevedo”.

“Este era um prédio que estava muito deteriorado e, quando a pediatria saiu daqui, começamos um trabalho para reformar esta área. Essa ala era uma necessidade que a prefeita nos colocou, porque o município precisava oferecer este serviço e a Santa Casa não tinha. Então, ficamos realizados em conseguir entregar”, afirmou Alessandra.

Ela ainda anunciou que a próxima etapa de revitalização assumida pelo projeto “Abrace a Santa Casa” envolve a reforma da cozinha da entidade. A coordenadora lembrou que R$ 25 mil já foram recebidos por meio de doação do Rotary Club e que a intenção é começar a reforma ainda neste ano.

“Acredito que, na parte que atende os pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) da Santa Casa, será a última etapa de reformas. Com a finalização da cozinha, vamos conseguir entregar tudo que é essencial, para o paciente, revitalizado”, enfatizou Alessandra.

Em discurso, a coordenadora agradeceu aos parceiros e afirmou que o projeto continua seguindo a proposta da prefeita, “de revitalizar os espaços para atender às pessoas com dignidade”.

“A cada inauguração, a gente relembra tudo o que passou, e acho que a proposta que a gente colocou no início da gestão da prefeita, de entrar aqui trazendo ‘luz’, está sendo cumprido. Fácil, não é. As lutas aqui são diárias, ainda temos muitas pela frente, mas temos certeza que vamos vencer”, asseverou.

O presidente da Câmara, vereador Antonio Marcos de Abreu (PL), parabenizou a prefeita, o trabalho realizado pelo projeto “Abrace a Santa Casa” e agradeceu aos voluntários e empresas parceiras que doaram recursos para a revitalização do prédio.

“Temos que lembrar sempre destes parceiros, porque a entidade sempre vai precisar de ajuda. Nós vemos muitas Santas Casas aqui no nosso estado passando por necessidades, e é difícil administrar uma unidade hospitalar com recurso que vem do governo federal”, declarou.

Ele antecipou que a Santa Casa terá, aproximadamente, R$ 800 mil a mais no caixa neste fim de ano para o pagamento do 13o salário dos funcionários. O dinheiro será “garantido” pela Câmara, conforme acordo firmado entre o Legislativo e o Executivo.

O presidente da Casa de Leis divulgou que o repasse deve acontecer na próxima semana, como antecipação de devolução do duodécimo da Câmara para a Prefeitura.

“O valor repassado é fruto da economia de todos os vereadores, de situação e de oposição. Com essa união, sempre teremos sucesso, e é isso que a gente tem que fazer”, frisou o vereador.

Após o encerramento dos discursos, o padre Márcio Mendes, da paróquia Sagrado Coração de Jesus, realizou a bênção das chaves da nova ala e a prefeita Maria José falou sobre a nova conquista para o município, antes do descerramento da placa inaugural.

A prefeita enfatizou que a entrega é mais uma etapa concluída dentro do projeto de reformas e revitalização do hospital – “o único que atende os pacientes do SUS e, consequentemente, aos mais necessitados”, pontuou.

“Investimentos aqui recursos e muito trabalho, porque entendemos que a prioridade da nossa administração é salvar vidas. É aqui na Santa Casa que o cidadão precisa de um acolhimento com qualidade, que as famílias precisam de atenção e conforto”, falou a prefeita.

Maria José ainda acentuou que, com a nova ala de psiquiatria e prédio revitalizado, “o projeto ‘Abrace a Santa Casa’ dá mais um passo rumo ao atendimento humanizado” e reforçou a representatividade do trabalho de voluntariado exercido por meio do programa.

“Agradeço sempre a todos. Gratidão é uma palavra que deve ser repetida sempre. Com isso, os nossos desafios estão sendo vencidos”, declarou a prefeita.

Ao final do evento, todos os participantes da cerimônia – inclusive, médicos, enfermeiros e funcionários do local – foram convidados a conhecer as novas instalações da ala psiquiátrica.

Publicidade
Siltec