Sabesp investe R$ 11 mi para aumentar o abastecimento local

376
Investimentos da concessionária devem gerar 120 empregos diretos em Tatuí (foto: AI Prefeitura)
Publicidade

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) deve investir R$ 11,3 milhões para aumentar o abastecimento de água no município nos próximos dois anos. O projeto de expansão foi anunciado na quarta-feira, 4.

De acordo com o secretário municipal das Obras e Infraestrutura, Marco Luís Rezende, a empresa pretende renovar 24 quilômetros de rede de água e ainda prevê a construção de dois reservatórios, no Jardim Paulista.

“Toda a cidade será beneficiada. Os reservatórios de água devem suprir aquela região que está crescendo (Jardim Paulista). Além disso, serão realizadas intervenções em diversas ruas da cidade para quantificar a água com válvulas de retenção e potência, conforme a necessidade”, contou o secretário.

As obras, que tiveram início no mês de agosto, têm a previsão de conclusão em 24 meses. Segundo anunciado pela assessoria de comunicação da prefeitura, serão gerados 120 novos empregos diretos neste período.

Os primeiros 14 já foram contratados, sendo eles ajudantes de obra, pintor, motorista de caminhão, técnico de segurança do trabalho, carpinteiro e supervisor de obras. As contratações foram conduzidas pelo PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), no período de 16 a 21 de agosto.

Publicidade

A prefeita Maria José Vieira de Camargo recebeu, nesta semana, o superintendente da Sabesp, Maurício Tápia, da Unidade de Negócio do Médio Tietê; além dos diretores da Construtora Elevação – empresa responsável pela obra – que já alocou o espaço onde funcionou a empresa Itakitis, na vila Jurema.

“Estas obras vão garantir o abastecimento pleno de água para Tatuí para um período de 30 a 40 anos. Vão gerar emprego e colocar o município em uma situação privilegiada, inclusive, para receber novos investimentos habitacionais, comerciais e indústrias”, ressaltou Tápia.

Participaram ainda da reunião o secretário de Negócios Jurídicos, Renato Pereira de Camargo; o ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, secretário parlamentar do deputado federal Samuel Moreira; além de responsáveis da construtora e o gerente divisional da Sabesp, Adriano Branco.

Na próxima semana, deverá acontecer uma segunda reunião, na qual será definido um cronograma de obras, para que a população seja comunicada sobre as etapas do serviço e possíveis intervenções próximas de suas residências, que possam restringir o trânsito.

“Vai ter ponto que vamos ter que mexer nos asfaltos novos que foram feitos. Neste ano, ainda não, mas, para o ano que vem, não vai ter como escapar, vamos ter que mexer com as pavimentações que já foram feitas”, declarou o secretário.

Ele ainda lembra que a empresa que realizará o serviço será também responsável pela recomposição do pavimento, quando necessário.

Publicidade