Recital de canto lírico acontece nesta quinta no Salão ‘Villa-Lobos’

877
Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova

O Conservatório de Tatuí realiza nesta quinta-feira, 20, um recital de canto lírico com o tenor Josué de Freitas Costa, formando pelo curso de aperfeiçoamento em canto lírico da escola. A apresentação será no Salão “Villa-Lobos”, às 19h, com entrada gratuita.

Com o tema “Mélodie et Opéra – Uma Seleção do Repertório Vocal Francês dos Séculos XIX e XX”, o programa traz a ária “Ah! Lève- toi, soleil!”, da ópera “Roméo et Juliette”, de Charles Gounod, além de “mélodies” dos compositores Ernest Chausson, Léo Delibes, Henri Duparc, Claude Debussy, Gabriel Fauré e Francis Poulenc. O acompanhamento é do pianista convidado Evandro Gardezani dos Santos.

De acordo com a professora responsável, Marilane Bousquet, “Mélodie” é a forma artística mais elaborada da canção francesa (“Chanson”). “Surgiu pouco antes do meio do século 19 na França. Assim como os ‘Lieder’ na Alemanha, as ‘Mélodies’, basicamente, são canções sobre um texto poético para voz solista, acompanhada por instrumento, geralmente o piano.

Josué Costa iniciou os estudos em canto na Instituição Guarda Mirim, de Rio Claro, como integrante do Coral Encanto Jovem, regido pela maestrina Graziele Tinós. Participou como integrante do Coral Municipal de Rio Claro, sob Regência do maestro Daniel Pedroso.

Em 2011, começou os estudos no Conservatório de Tatuí, sob orientação da professora soprano Marilane Bousquet. Foi bolsista do Coro do Conservatório de Tatuí de 2012 a 2015, com os regentes Cadmo Fausto e Robson Gonçalves.

Publicidade
Fabio Villa Nova
Antuerpia

Em 2012, iniciou o curso de licenciatura em música na Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), concluído em 2017.

Em 2013, foi selecionado para o papel de Bastião, solista da ópera “Bastien und Bastienne”, de Mozart, pelo Núcleo de Ópera do Conservatório de Tatuí.

Com o Coro do Conservatório de Tatuí, participou das óperas “Orfeo e Eurídice”, de Gluck, e “L’Elixir d’Amore”, de Donizetti, além das obras: “Requiem” de Mozart; “9ª Sinfonia”, de Beethoven; “Carmina Burana”, de Carl Orff; “Vesperas Solenes”, de Mozart; “Missa em G Maior”, de Schubert; “Requiem”, de Cherubini; e “A Criação”, de Haydn, entre outras.

Foi contratado pelo Projeto Guri em maio de 2016, onde atuou como educador de canto coral até janeiro de 2018. Atualmente, atua como professor particular de canto e leciona na Escola de Música Music Hall, na cidade de Rio Claro.

Publicidade
Fabio Villa Nova
Antuerpia