Projeto social promove ações voltadas a garis da Prefeitura

‘Mangueirão Humanizado’ faz atividades sobre Outubro Rosa

450
20 garis cursam panificação todas as quartas-feiras (foto: AI Prefeitura)
Publicidade

O projeto “Mangueirão Humanizado”, da Secretaria de Obras e Infraestrutura, da Prefeitura, segue promovendo uma série de ações para garis neste mês dedicado ao combate do câncer de mama, o “Outubro Rosa”.

A primeira atividade aconteceu no dia 3, com a abertura do curso de panificação para 20 garis, ministrado pelo Fundo Social de Solidariedade da Tatuí (Fusstat).

Conforme a assistente social e coordenadora do projeto, Adriana Rosa Estanislau, o curso não pôde atender a toda a categoria de garis – atualmente, são 115 profissionais. Segundo ela, houve uma avaliação com supervisores para selecionar as mais interessadas.

“Nós temos uma lista de espera com as demais interessadas e, a partir de janeiro, o Fusstat oferecerá o curso a elas também”, expôs a assistente social.

Durante as aulas do curso, que acontecem em todas as quartas-feiras deste mês, as alunas ainda participam de palestras e sorteios de brindes.

Publicidade

Nesta quinta-feira e sexta-feira, 18 e 19, o Fusstat oferece a “Tarde de Princesa”, por meio do Espaço da Beleza do órgão. As mulheres recebem cuidados especiais, como maquiagem, manicure, corte de cabelo, escova, hidratação e design de sobrancelha.

De acordo com Adriana, a parceria com o Fusstat possibilita que as mulheres que normalmente não comparecem aos centros de capacitação possam ter a oportunidade de despertar o interesse de realizar os cursos oferecidos pelo órgão.

“A parceria com o Fusstat dá a chance de elas irem até o centro de capacitação para aprenderem algo a mais”, afirmou Adriana.

Conforme a coordenadora do projeto, as garis “são pessoas que estão há muito tempo na Prefeitura desempenhando o trabalho com muito amor e que estão tendo um mês inteiro dedicado a elas”.

Para Adriana, além da conscientização através do Outubro Rosa, as ações acabam sendo a hora das mulheres esquecerem os problemas particulares.

“É o momento delas com as colegas de trabalho, que acaba fortalecendo o vínculo entre as profissionais”, declarou Adriana.

Ainda sem data definida, Adriana assegura que haverá um mutirão de exames de Papanicolau. Segundo ela, o secretário municipal da saúde, Jerônimo Fernando Dias Simão, disponibilizará uma UBS (unidade básica de saúde) para a avaliação médica às 115 garis da Prefeitura.

Para a coordenadora, “o mês está sendo de bastante conscientização e de cuidado para que elas tenham uma qualidade maior de vida”. Segundo ela, outubro é de alerta para lembrar os cuidados com o corpo.

“Nosso maior objetivo é conscientizá-las sobre o autoexame das mamas, de fazer anualmente o exame do Papanicolau, terem um maior cuidado com o corpo”, ressaltou.

“Está sendo bem gratificante, porque estamos recebendo vários relatos de mulheres que nunca haviam feito o autoexame e estão começando a fazer”, completou Adriana.

Publicidade