Primeiros nascidos na maternidade da Santa Casa em 2020 são gêmeos

Mantendo tradição, lojista visita mãe no hospital e doa enxoval completo

2085
Jaqueline Miranda entrega enxoval para a mãe dos gêmeos (foto: Diléa Silva)
Publicidade
Siltec
Da reportagem

Os primeiros bebês nascidos na Maternidade “Maria Odete Campos Azevedo”, da Santa Casa de Misericórdia, no ano de 2020 são gêmeos e filhos de Silvana Maria do Nascimento, de 32 anos, e Dario de Sales Júnior, de 31 anos.

As crianças receberam os nomes de Igor e Ian, e já têm um irmão de 12 anos, chamado Iago. Os bebês nasceram com 28 semanas, contudo, vieram ao mundo de parto normal, na quarta-feira, 1º.

Na quinta-feira, 2, a empresária Jaqueline Miranda Silva, gerente das lojas Tatuí Elegante, manteve a tradição da empresa e visitou a mãe no hospital, promovendo a doação de um enxoval completo para as duas crianças.

O enxoval é composto por 40 peças, que servem para todas as estações do ano, sendo 20 para cada bebê. A empresária explicou que o kit contém itens básicos, selecionados para atender às necessidades da criança com peças em tamanhos diversos.

Jaqueline informou que as peças são escolhidas por ela, com a colaboração de funcionários das lojas. De acordo com a gerente, todos se envolvem na montagem do enxoval.

Publicidade
Siltec

“Escolhemos tudo em pares iguais, roupinhas, sapatinhos, meias, cuequinhas, sandalhinhas e até alguns moletons. São peças com tamanhos diferentes, para a mãe poder usar nas crianças até uns quatro anos de idade”, destacou a lojista.

A ideia de ofertar o kit partiu do empresário James Bartolone Miranda, irmão de Jaqueline, e completou 32 anos de ação ininterrupta em 2020. Desde 2010, a iniciativa está a cargo da irmã de Miranda.

“Começou com meu pai, Neftali Miranda, que é fundador da loja; aí meu irmão passou a entregar e eu continuo mantendo a tradição. E gêmeos não me recordo de ter entregado, pelo menos na minha época. Para nós, é uma alegria em dobro”, comentou.

Jaqueline ainda afirmou que pretende manter a entrega com o objetivo de “valorizar a família e os tatuianos”. “Acredito que, prestigiando a criança, que é o futuro da nossa cidade e do nosso país, é uma forma de a gente começar bem o Ano-Novo”, contou.

Por terem nascido prematuros, a mãe quase nem ficou com as crianças e ainda não tinha definido qual bebê teria cada um dos nomes escolhidos. O primeiro nasceu com 805 gramas, por volta das 7h, ainda na casa, e o outro, por volta das 8h, já no hospital, com 810 gramas.

Silvana comentou que as crianças deveriam nascer no final do março, mas, após a virada do ano, uma notícia referente a um familiar deixou-a abalada e ela acabou passando mal, o que teria antecipado o nascimento dos bebês.

“Fui para o banheiro achando que iria urinar e um dos bebês acabou nascendo. Minha irmã estava comigo em casa e me ajudou a vir para o hospital com a criança, e aí o outro nasceu aqui”, contou.

Eles permaneceram isolados, na parte da manhã, até que o menino que nasceu no hospital foi transferido para uma UTI neonatal em Sorocaba. Já na quinta-feira, 2, o menor – que nascera na casa – também foi encaminhado a uma UTI neonatal, porém, em Santo André.

As crianças devem permanecer internadas e até sexta-feira, 3, não havia previsão de alta. Ainda nesse dia (até o fechamento desta edição, às 17h), Silvana estava internada, com previsão de receber alta médica até a noite, para poder visitar os bebês então internados em cidades diferentes.

Durante a visita da lojista, emocionada, a parturiente agradeceu pelos itens doados e afirmou que as peças devem ser as primeiras usadas pelos bebês assim que eles saírem dos hospitais.

“Eu estava começando a comprar o enxoval agora, porque eles ainda eram muito novos. Então, essas peças vão ajudar bastante”, mencionou Silvana.

De acordo com Silvana, a gravidez foi planejada durante um ano. “Eu queria muito engravidar e meu filho, de 12 anos, também estava me pedindo por um irmãozinho. Aí, a gente planejou a gravidez para 2019. Deu tudo certo e depois, quando descobrimos que eram gêmeos, ficamos muito felizes”, concluiu a mãe.

Publicidade
Siltec