Prefeitura pleiteia escola de ensino médio para região do Jd. Santa Rita

    Maria José diz que obra deve ser anunciada até o início do 2º semestre

    603
    Secretário recebe prefeita e deputada, que reivindicam nova escola na região do Santa Rita (foto: AI Prefeitura)
    Publicidade
    Alessandra Bonilha, dra
    EleService institucional
    Anglo
    Siltec

    A prefeitura está buscando recursos para a construção de uma escola de ensino médio no Jardim Santa Rita de Cássia. O anúncio foi feito pela prefeita Maria José Vieira de Camargo na terça-feira, 30 de abril, durante evento de apresentação do novo empreendimento da Pacaembu Construtora.

    Tatuí conta, atualmente, com nove escolas de ensino médio. As unidades estão localizadas no Boqueirão (“Altina Maynardes de Araújo”), vila Esperança (“Ary de Almeida Sinisgalli”), centro (“Barão de Suruí”, “Chico Pereira” e “Deócles Vieira de Camargo”), Jardim Lucila (“Fernando Guedes de Moraes”), CDHU (“José Celso de Mello”), Parque Santa Maria (“Lienette Avalone Ribeiro”) e Jardim Tóquio (“Semíramis Turelli Azevedo”).

    A construção da décima unidade seria feita em área cedida pela prefeitura, visando a atender alunos que residem no Jardim Santa Rita de Cássia, Tanquinho, Residencial Vida Nova 1, Jardim Novo Horizonte, Jardim Gramado e adjacências.

    O projeto de construção da nova escola de ensino médio está no papel há seis anos. Anunciado em 2013 pelo então governador do estado, Geraldo Alckmin, o plano prevê uma unidade voltada para atender jovens do primeiro ao terceiro ano.

    Desde a comunicação oficial – feita por ocasião de uma visita de Alckmin ao município –, a proposta passou por diversas etapas. A O Progresso a prefeita contou que o pedido fora reforçado ao secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, durante audiência na Secretaria de Educação, dia 25 de abril.

    Publicidade
    Siltec
    EleService institucional
    Anglo
    Alessandra Bonilha, dra

    A chefe do Executivo esteve na capital paulista acompanhada da deputada estadual Damaris Moura, do PHS (Partido Humanista da Solidariedade), e da assessoria do deputado federal Samuel Moreira, do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira).

    “Reiteramos a necessidade de uma escola para aquela região e fomos atrás do governo do estado para pedir recursos. A deputada Damaris e a assessoria do Samuel Moreira ajudaram a reforçar o pedido”, contou.

    Para a prefeita, mais que atender à demanda por vagas na região, o prédio poderia contribuir com a desoneração da prefeitura no transporte escolar. Ela conta que, atualmente, mais de 600 alunos que vivem naquela região têm que se deslocar diariamente para escolas da área central.

    “A maioria dos estudantes está matriculada em horário noturno. Para o transporte, são utilizados, diariamente, 15 ônibus escolares. Então, precisamos de unidade que possa atender a esta demanda”, pontuou.

    A prefeita destacou que, depois da audiência, voltou para Tatuí “muito esperançosa”. De acordo com ela, um pacote de obras deve ser anunciado nas próximas semanas pelo governo do estado na área da Educação, o que inclui reformas e construções “justificadas” de escolas.

    “O novo secretário foi muito atencioso, muito sensível às nossas necessidades, e garantiu prioridade ao nosso pedido, que é justo. Este pacote de obras deverá ser anunciado entre junho e julho deste ano”, ressaltou.

    Outras obras

    Ainda na região do Jardim Santa Rita de Cássia, a prefeita anunciou outras obras e investimentos. Conforme Maria José, a prefeitura está realizando processo licitatório para ampliação da UBS (unidade básica de saúde) do bairro, que deve passar por reforma ainda este ano.

    Já no residencial Vida Nova Tatuí 1, a prefeitura começou, dia 13 de abril, a terraplanagem para a construção de uma creche-escola destinada ao atendimento de alunos de zero a cinco anos.

    A unidade, a ser construída na rua Geni de Campos Santos, 65, também está em fase de licitação. Ela deve contar com 1.462 metros quadrados e está sendo projetada para oferecer 300 vagas, entre creche e pré-escola, com orçamento em torno de R$ 4 milhões.

    Além disso, a prefeita destacou que uma extensão de quase dois quilômetros da rua Teófilo Andrade Gama será duplicada em parceria com a Pacaembu Construtora. Conforme anunciado, a obra é uma contrapartida solicitada à empresa.

    A Pacaembu, que entregou o Vida Nova Tatuí em 2016, lançou a segunda fase do empreendimento e anunciou um novo bairro planejado, com 500 casas para a região.

    As unidades devem ser vendidas com financiamento da Caixa Econômica Federal, por meio do programa Minha Casa Minha Vida, para famílias com renda a partir de R$ 1.600 (faixa de renda familiar de um salário mínimo e meio).

    “A construtora está acreditando no desenvolvimento da cidade e fará um importante investimento, que soma cerca de R$ 60 milhões, incluindo a construção das unidades habitacionais e as obras de duplicação”, acrescentou.

    O projeto vai desde a UBS do Jardim Rosa Garcia até a Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Alan Alves de Araújo”, incluindo a duplicação da ponte sobre o rio Tatuí, drenagens, terraplenagens, iluminação, implantação de canteiros centrais, duas rotatórias e uma recomposição de 7.000 metros quadrados de asfalto.

    A prefeita apontou que a duplicação vai beneficiar mais os moradores da região sul da cidade – estimada em mais de 20 mil pessoas – e, ainda, completar o acesso às obras da prefeitura que seguem em andamento.

    “São boas notícias, e obras que vão melhorar a qualidade de vida dos moradores daquela região”, concluiu a prefeita.

    Publicidade
    Alessandra Bonilha, dra
    EleService institucional
    Anglo
    Siltec