‘Plano de governo está quase concluído’

    Afirmação é da prefeita, que avalia o 1º semestre de 2019 e anuncia inaugurações

    550
    A prefeita Maria José Vieira de Camargo (foto: AI Prefeitura)
    Publicidade
    Alessandra Bonilha, dra
    Siltec
    EleService institucional

    A O Progresso, na manhã de quarta-feira, 7, a prefeita Maria José Vieira de Camargo fez um balanço sobre as ações da administração no primeiro semestre de 2019 e anunciou diversas inaugurações a serem realizadas até o final do ano.

    A prefeita afirmou que mais de 90% dos projetos previstos no plano de governo da gestão 2017/2020 já foram concluídos, elencando obras e ações realizadas nos primeiros seis meses de 2019 nas áreas social, de infraestrutura, saúde, cultura e educação.

    “Vendo e revendo esses seis meses do terceiro ano do mandato, acho que tenho bons motivos para comemorar os 193 anos da nossa querida Tatuí, porque os desafios têm sido vencidos dia a dia”, iniciou.

    Infraestrutura

    Na área de infraestrutura, Maria José ressaltou que, neste ano, deu continuidade às obras de recapeamento e tapa-buracos – que foram iniciadas em 2017 – e também ao programa “Asfalto Novo”.

    Publicidade
    Siltec
    Alessandra Bonilha, dra
    EleService institucional

    Segundo ela, o projeto de mobilidade urbana está sendo realizado por etapas. Nesta semana, a prefeitura anunciou um novo pacote de obras, com o recapeamento de mais oito vias públicas, em investimento total de R$ 965 mil.

    O recurso é fruto de emenda parlamentar do deputado federal Samuel Moreira (PSDB). O projeto de lei para a abertura de crédito adicional para o recapeamento foi analisado e aprovado pela Câmara local na segunda-feira, 5 (reportagem nesta edição).

    Segundo ela, com emendas parlamentares e financiamentos obtidos por meio do governo federal, mais de 50 ruas foram revitalizadas. Ela acentuou que algumas foram pavimentadas com recursos próprios, como a Porfírio de Campos Pedroso, no Jardim Santa Rita de Cássia.

    “É uma sequência de novas ruas, novas avenidas e revitalizações que estão dando outra cara para a cidade. Além disso, os serviços sempre se iniciam com a implantação do sistema de drenagem, visando dar maior durabilidade às obras”, completou.

    Os serviços de implantação de lajotas também fizeram parte do programa de obras do primeiro semestre. Maria José lembrou que, no período, foram finalizadas as pavimentações das ruas do Jardim Wanderley e Jardim Novo Horizonte.

    Além disso, uma nova frente de trabalho teve início na quarta-feira, 7, no distrito de Americana, para pavimentar com lajotas as ruas Joaquim Lourenço, José Marques, José Pichhi, João Ângelo Orsi, Adolfo Assunção e as projetadas 1, 2, 3 e 4.

    Ainda na região do Jardim Wanderley, a prefeita acentuou a construção da nova praça Mário Cóscia e do complexo de lazer – equipamentos que devem atender também aos bairros Jardim Lucila e Jardim 11 de Agosto.

    “As obras daquela comunidade serão uma referência para toda aquela região, que ganhará um novo espaço de lazer, contando com lago – que a gente chama de lâmina d’água -, quadra esportiva, playground e área de caminhada”, detalhou.

    De acordo com a prefeita, a expectativa é de que o novo complexo de lazer seja finalizado e inaugurado até o final do mês de agosto – ainda dentro da programação do aniversário da cidade.

    No espaço, estão sendo investidos, aproximadamente, R$ 250 mil. A origem do recurso é de um convênio com o governo federal, por emenda parlamentar da deputada federal Renata Abreu (Podemos).

    Ainda na parte da infraestrutura, Maria José salientou que, na segunda-feira, 5, a prefeitura, em parceria com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), iniciou a expansão da rede de água para o bairro Bambuzal (reportagem nesta edição).

    “É uma demanda muito grande. Os moradores estavam pedindo havia muito tempo para levar a água até eles, então é um grande ganho”, acrescentou.

    Maria José mencionou as obras de duplicação da marginal do Manduca, que foram retomadas no dia 23 de julho. A nova fase abrange uma extensão de 1.296 metros, a partir da ponte do Jardim Colina Verde (rotatória das ruas Rotary Clube com Caridade Terceira).

    “É uma obra grande, que vai desde a ponte da Colina Verde até a rua Chiquinha Rodrigues, e lá terá uma rotatória. Só vai ficar um espaço em frente ao Sesi, que, talvez, até o final do ano, a gente consiga fazer. Precisamos da autorização do Sesi”, comentou a prefeita.

    Outra obra finalizada e entregue neste ano foi a revitalização completa da avenida Donato Flores. A via recebeu asfalto novo, drenagem, canteiro central (com gramado e iluminação), guias e sarjetas em trechos comprometidos.

    As obras de R$ 333 mil fizeram parte do programa “Asfalto Novo”, lançada em dezembro de 2018, que contemplou serviços de pavimentação e recapeamento em quase 30 vias do município, em um investimento total de quase R$ 10 milhões em infraestrutura, por meio de financiamento do governo federal.

    O dinheiro é proveniente de linha de crédito do programa Pró-Transporte, uma ação do Ministério das Cidades, executada por meio da Caixa Econômica Federal com a Agência Desenvolve SP, do governo do estado.

    A prefeita ainda afirmou que uma extensão de quase dois quilômetros da rua Teófilo Andrade Gama será duplicada ainda este ano. A obra foi anunciada em maio, durante evento de apresentação do novo empreendimento da construtora Pacaembu, o residencial Vida Nova Tatuí.

    A duplicação começa a partir da UBS (unidade básica de saúde) do Jardim Rosa Garcia e vai até a Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Alan Alves de Araújo”, com a duplicação da ponte sobre o rio Tatuí, drenagens, terraplenagens, construção de duas rotatórias, iluminação e implantação de canteiros centrais.

    Além de novos investimentos em infraestrutura na região sul do município, a cidade terá um novo bairro planejado, com 500 casas, a serem vendidas com financiamento da Caixa Econômica Federal, por meio do programa Minha Casa Minha Vida, para famílias com renda a partir de R$ 1.600 (faixa de renda familiar de um salário mínimo e meio).

    Segundo a prefeitura, a região sul do município reúne uma população de mais de 20 mil pessoas, dos bairros Jardim Santa Rita de Cássia, Tanquinho, Residencial Vida Nova 1, Jardim Novo Horizonte e Jardim Gramado. A obra de duplicação é uma contrapartida solicitada à construtora.

    Para facilitar o fluxo de veículos na principal avenida de circulação dessa região, a prefeitura antecipou que serão construídas duas rotatórias e uma recomposição de 7.000 metros quadrados de asfalto. No total, as contrapartidas da empresa em obras e melhorias da infraestrutura urbana chegam a R$ 3,5 milhões.

    Maria José não deu prazo para o início das obras, mas confirmou que os serviços devem começar ainda este ano. “A duplicação da Teófilo Andrade Gama será feita em parceria com o Pacaembu, então dependemos da construtora para começar as obras”, argumentou.

    Saúde

    Na área de saúde, Maria José iniciou elencando os serviços realizados na Santa Casa de Misericórdia, desde a intervenção da prefeitura no hospital – que aconteceu no dia 31 de maio de 2017.

    “Quando nós interviemos na Santa Casa, havia diversos problemas: os funcionários estavam em greve, a UTI estava para fechar, entre outras situações que tivemos que ajudar. A partir daquela época, a entidade caminha naturalmente”, pontuou.

    Conforme a prefeita, muitos investimentos também foram aplicados no hospital, como a reforma dos leitos por meio do projeto “Abrace a Santa Casa”, a revitalização da pediatria, inauguração da sala de acolhimento e a finalização do centro cirúrgico, que deve ser entregue neste sábado, às 11h30.

    “O centro cirúrgico estava com todos os equipamentos sucateados. Agora, ele conta com três salas novas, por meio de uma verba do deputado federal Samuel Moreira, de R$ 600 mil. Vamos entregar, também no final do mês, a reforma da UTI, e já estamos nos preparando para a terceira revitalização, que vai ser a reforma da cozinha”, revelou a prefeita.

    Ela ainda informou que a unidade hospitalar participará do “Santa Casa Sustentável”, um programa de incentivo do governo do estado que garantirá recurso anual de R$ 442 mil. “Existem metas a serem cumpridas, nós temos que prestar contas, mas é um recurso que já vai começar a entrar, a partir deste ano”, declarou.

    Maria José reiterou que, para melhorar o atendimento de emergência e urgência e desafogar o Pronto-Socorro “Erasmo Peixoto”, a UPA (unidade de pronto atendimento) deve ser finalizada até o mês de dezembro.

    A data inicial prevista para a entrega era dezembro, contudo, conforme o Executivo, mudanças na planta acabaram atrasando as obras. A cidade precisou adequar o projeto ao padrão estabelecido pelo Ministério da Saúde, uma vez que as medições apresentavam valores acima do previsto.

    “Vai ser um auxílio muito grande para o atendimento emergencial. Hoje, nosso pronto-socorro não atende dignamente a população. Ele ficou muito pequeno e o número de pessoas que passa pelo por lá é muito grande”, completou.

    Segundo levantamento do Executivo, somente o PS atende, em média, 11,5 mil pessoas por mês. A administradora pondera que ainda recebe reclamações sobre o local, porém, afirma que, dentro do universo de atendimentos, o número de queixas é baixo, não chegando a 1%.

    Ainda conforme o levantamento, a média mensal de atendimento nas 21 unidades básicas é de 75 mil consultas. No Cemem (Centro Municipal de Especialidades Médicas), a média de consultas com médicos especialistas chega a 4.727.

    Já a média de consultas odontológicas é de 3.444 por mês e o do PAD (Programa de Atenção Domiciliar), responsável por prestar assistência em saúde no domicílio aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde), chega a 936 mensais.

    “Também tem a assistência farmacêutica com 21.382 atendimentos mensais. Eu digo que a nossa Saúde é uma referência. Vem uma reclamação aqui, outra lá, mas não dá 0,001% perto do atendimento que a gente faz diariamente”, acrescentou Maria José.

    A prefeita ainda lembrou que os investimentos na Saúde, neste primeiro semestre, incluíram a aquisição de quatro ambulâncias para a frota do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

    “Recebemos as ambulâncias em duas remessas: na primeira, um dos veículos veio para o aumento da frota e duas viaturas para a renovação; depois, ganhamos mais uma, para o aumento da frota”, explicou.

    Maria José lembrou que, dentro das conquistas da área de saúde, está o atendimento da carreta do Programa “Mulheres de Peito”, da Secretaria de Estado da Saúde, reivindicada pela prefeita junto ao governo do estado, por meio da deputada estadual Damaris Moura (PHS).

    O serviço móvel, que oferece mamografias grátis sem necessidade de pedido médico para mulheres entre 50 e 69 anos, começou a atender gratuitamente as moradoras de Tatuí na segunda-feira, 5, e ficará estacionado até o dia 25 na praça Martinho Guedes (a Praça da Santa), em frente ao número 12.

    De acordo com a prefeita, a expectativa da unidade é atender pelo menos 700 mulheres e desafogar quase 50% da fila de espera pelo exame nas unidades básicas e centros de especialidades.

    A prefeita também adiantou que, até o final do ano, deve promover uma série de inaugurações na área da saúde. Segundo ela, já em agosto, será aberta a Academia de Saúde, no Jardim Santa Rita de Cássia.

    A unidade foi construída com recurso do Ministério da Saúde, por meio do programa ESF (Estratégia Saúde da Família), e deve ser inaugurada até o final da próxima semana. Já para os próximos meses deve haver a inauguração da ampliação da UBS do CDHU “Othoniel Cerqueira da Luz”.

    A obra, de 163 metros quadrados, terá investimento de R$ 217 mil – proveniente de recurso do MS – e contempla uma nova sala de vacinas, ampliação da recepção, sala para os agentes de saúde, vestiários e banheiros, entre outras dependências.

    “Para complementar os investimentos na Saúde, no CDHU, também teremos uma Academia da Saúde – obra que está quase terminada – e vamos iniciar em breve a ampliação da UBS Jardim Santa Rita de Cássia”, garantiu.

    Segurança

    Sobre a segurança pública, a prefeita adiantou que a unidade descentralizada da Guarda Municipal deve ser reinaugurada, ainda no mês de agosto, no bairro Enxovia. “A unidade está sendo preparada, e já vamos entregar até o final do mês”, afirmou.

    Maria José ressaltou que a prefeitura investiu em novos uniformes, armamentos e coletes à prova de bala, para equipar os agentes da Guarda Civil Municipal.

    “Os índices de segurança mostram que é evidente o crescimento da atuação da nossa GCM. Comparando 2018 e 2019, a gente nota que houve um ganho muito grande”, observou.

    Maria José destacou como grande ganho para a área de segurança a implantação do programa “GPS Rural”, idealizado pelo guarda civil municipal Joaquim Carlos Diniz, com o propósito de aumentar a segurança dos donos de sítios, chácaras e fazendas distantes do centro.

    Segundo dados divulgados pela pasta, desde o lançamento do projeto – em novembro de 2018 –, foram catalogadas quase 900 casas. A prefeita salienta que a perspectiva é de que o programa atinja pelo menos 2.000 moradias.

    O software também permite que os guardas deslocados para prestar atendimento ou a realização de patrulha de rotina reduzam o tempo de resposta para chegar à casa da vítima. O mesmo serviço servirá para dar suporte à Polícia Militar, ao Samu e ao Corpo de Bombeiros.

    “Dentre outros projetos importantes da pasta, ainda temos o monitoramento com câmeras de segurança em todas as unidades escolares. O projeto já atingiu 33 estabelecimentos, com mais de 460 câmeras instaladas”, apontou.

    Social

    De acordo com Maria José, uma das principais atividades realizadas, no primeiro semestre pela Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social foram as abordagens sociais, visando à redução de moradores de rua.

    “O setor tem feito um trabalho diário com os moradores de rua, principalmente nessas noites frias. A equipe procura trabalhar com eles, providenciar documento que muitos não têm, incluí-los no Cadastro Único e oferecer acolhimento, higiene e alimentação”, salientou a prefeita.

    Por meio do CadÚnico, programa do governo federal, Maria José ressalta que o departamento tem trabalhado no sentido de cadastrar e recadastrar os beneficiários do BPF (Benefícios da Prestação Continuada).

    Levantamento do Creas (Centro de Atenção Especial em Assistência Social) mostra que o BPF possui 1.564 beneficiários no município, sendo 935 com deficiência e 561 pessoas idosas. “Esse é um trabalho também diário do Creas”, adicionou Maria José.

    Ela ainda lembrou que, no mês passado, a Secretaria de Habitação do estado de São Paulo entregou 20 unidades habitacionais no Jardim Europa, em Tatuí, para famílias procedentes de área de risco, por meio da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).

    “Também foi de muita importância o trabalho do setor social na remoção das famílias do Jardim Europa. Elas viviam em condições miseráveis, pode-se dizer assim, foi um trabalho muito bom dessa equipe, e, com isso, eles foram recolocados lá, no conjunto habitacional”, completou.

    Publicidade
    EleService institucional
    Siltec
    Alessandra Bonilha, dra

    DEIXE UMA RESPOSTA

    entre com sua mensagem
    entre com seu nome