Para 53%, botão do pânico não inibe violência contra a mulher

77
Publicidade
Da redação

A maioria dos leitores do jornal O Progresso crê que o “botão do pânico” não irá diminuir a violência contra as mulheres. De acordo com o resultado, 53% dos participantes escolheram essa opção para responder se a nova ferramenta deixará os agressores com medo.

Pela enquete, 47% dos leitores acreditam que a nova ferramenta de segurança poderá inibir a ação dos agressores de mulheres e diminuir a violência.

A pesquisa, realizada entre os dias 15 e 21, teve como base reportagem publicada no final de semana passado sobre o lançamento do “botão do pânico”.

A ferramenta, desenvolvida pelos guardas civis Érica Renata Vieira da Rocha e Darci Corrêa Júnior, em parceria com a Fatec Tatuí (Faculdade de Tecnologia de Tatuí) “Professor Wilson Roberto Ribeiro de Camargo”, busca ajudar no enfretamento da violência contra a mulher.

Mulheres vítimas de violência doméstica e com medidas protetivas concedidas pelo TJSP (Tribunal de Justiça do estado de São Paulo) poderão usar a tecnologia como aliada contra novas agressões.

Publicidade

Nesta semana, a enquete aborda o Carnaval. A festa acontece no município com o tema “Tatuí Folia – Samba e Alegria”, a partir deste sábado, 22, até terça-feira, 25, na Praça da Matriz (reportagem nesta edição).

Desta forma, a enquete pergunta: “Você pretende participar de pelo menos algum evento do Carnaval tatuiano em 2020?”.

A questão pode ser respondida, a partir deste sábado, 22. A votação termina na sexta-feira, 6 de março, às 16h30, e o resultado será publicado na edição do domingo, 8 de março.

Publicidade