‘Operação Visibilidade’ detém três pessoas na tarde desta quinta-feira

253
Publicidade





O 22º Batalhão da Polícia Militar, por meio da 2ª Companhia, realizou, na tarde de quinta-feira, 17, a “Operação Visibilidade”, que contou com a participação de policiais de Tatuí e Itapetininga.

Participaram 55 policiais, sendo 32 homens de Itapetininga e 23 de Tatuí. Da cidade vizinha, vieram membros da cavalaria e do policiamento motorizado. O quartel local teve a participação do canil e da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicleta), além do policiamento em carros.

Foram abordados 28 motociclistas e uma moto acabou apreendida por falta de documentação. Sete carros foram fiscalizados e abordadas 99 pessoas na operação, encerrada às 20h.

Três pessoas foram detidas em dois flagrantes, um deles no Jardim Tókio, onde os policiais militares abordaram um adulto e um adolescente que estariam comercializando entorpecentes.

Publicidade

Foram apreendidas cem gramas de maconha. O adulto foi preso e o adolescente, apreendido. Ambos acabaram encaminhados ao plantão policial.

Os policiais da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicleta) abordaram, no centro, um motociclista. Dentro da mochila dele, teriam sido encontrados produtos furtados de um supermercado. O suspeito foi preso em flagrante.

Os agentes de segurança também realizaram fiscalização nas vias públicas e estabelecimentos comerciais, bares e em veículos. Pontos de grande movimentação também receberam a atenção dos PMs.

Segundo o comandante da 2ª Companhia do 22º Batalhão, capitão Kleber Vieira Pinto, a operação teve como meta principal “dar a sensação de segurança aos moradores”.

O capitão afirmou que, com o reforço do policiamento, os atendimentos aos chamados ficam mais rápidos e as chances de flagrantes, maiores.

“Esse policiamento inclui a abordagem, a fiscalização de veículos e de pessoas, e, em se tratando de algo ilícito, fazemos diligências e a tomada de providência que o caso requer. Fazemos fiscalizações em bares, estabelecimentos comerciais, em motos, veículos e bloqueios”, explicou.

Os militares fizeram a patrulha na região central e nos bairros periféricos. Com o contingente adicional, o comandante espera uma queda nos índices de criminalidade na cidade.

Ao final da operação, o bairro Jardim Santa Rita foi saturado com o policiamento. Várias viaturas que participavam da tarefa se dirigiram à região, para patrulhar e fiscalizar bares, estabelecimentos comerciais e veículos. Nenhuma pessoa foi presa e nenhum carro ou moto, apreendidos ou multados.

De acordo com o comandante, nenhum roubo ou furto foi registrado no decorrer da operação, o que mostra, segundo ele, que um dos principais objetivos da tarefa foi cumprido.

“O infrator, quando vê as viaturas nas ruas, fica mais atento e desmotivado a fazer o mal a alguém. Quando se tem a polícia nas ruas, as pessoas de má índole ficam desmotivadas”, declarou.

“Foi muito positiva a operação. A gente sentiu que a população acolheu bem o nosso policiamento ,e fomos elogiados pela comunidade”, afirmou.


Publicidade