Ópera Mix inicia série de festivais em 2020 com a ‘Noite Delas’

Evento em homenagens às mulheres teve novo e exclusivo menu assinado por chef internacional

1000
Publicidade

A série de festivais gastronômicos do Ópera Mix em 2020 teve início na noite deste dia 5, quinta-feira, por meio da “Noite Delas”. O jantar especial – novamente assinado pelo chef italiano Augusto Piras – marcou o Dia Internacional da Mulher.

No primeiro festival do ano, os proprietários do Ópera Mix, Gláucio e Liza De Marchi, proporcionaram um evento em homenagem às mulheres, cuja data é celebrada anualmente no dia 8 de março.

Renomado, Augusto Piras é nascido na região italiana da Sardenha, reside no Brasil desde 2000 e conta com mais de 30 anos dedicados à gastronomia, sendo considerado um dos chefs mais respeitados do mundo.

Pensando no público feminino, o chef internacional preparou um menu em cinco tempos, aberto com mousseline de baroa e alho-poró com vôngole. Após o aperitivo, seguiu-se a entrada: trio de minitartar do mar, composto por robalo, atum e salmão com chips de batata.

O primeiro prato ofereceu risoto carnaroli aveludado com camarão rosa e morangos ao aroma de balsâmico e mel. Na sequência, o segundo prato esteve formado por coulibiac de robalo em crosta folhada com batatas gallette.

Publicidade

Para encerrar, como sobremesa, foi servida dupla mousse de gianduia e mascarpone com pralinè de macadâmia.

O chef revela ter buscado oferecer ao público um cardápio leve, para que, além de satisfazer todos os paladares, agradasse as mulheres. “Você não pode oferecer um cardápio às mulheres com carnes e alimentos pesados, tem de ser algo mais leve”, argumentou Piras.

Ele afirma que adora mandioquinha e optou por oferecê-la no amuse bouche. Para o chef, o tubérculo tem “a cara do Brasil” e pode ser utilizado em vários pratos.

“A mandioquinha precisa ser agregada com algum outro ingrediente, para deixá-la diferente. Acredito que o vôngole caiu como uma luva à mandioquinha”, esclareceu.

O vôngole, também conhecido como berbigão, é um molusco bivalve marinho, da família dos venerídeos, comestível e de ampla ocorrência no litoral brasileiro, onde vive enterrado no lodo.

“O vôngole dá aquele toque do mar e, ao mesmo tempo, um gosto adocicado, deixando o prato mais delicado”, complementou o chef.

Piras explicou que a escolha pelo trio de tartar se deve à paixão brasileira por comida oriental. O peixe cru, porém, rico em proteína, com um suco natural, fora encontrado no Mercado Municipal de São Paulo.

“Na capital paulista, os ‘sushibars’ são os que mais trabalham. O brasileiro adotou a comida oriental, e acredito que o prato deve ter agradado bastante aos clientes”, apontou.

Oferecido na sequência, o risoto carnaroli aveludado com camarão rosa e morangos ao aroma de balsâmico e mel foi pensado, exclusivamente, para as mulheres. Piras informa ter sido justamente por conta delas que preparou um prato composto por morangos.

Para o segundo prato, o chef italiano ofereceu o coulibiac, originário de São Petersburgo, na Rússia. Ele utilizou robalo fresco no espinafre e, apesar de ser embrulhado com massa folhada, formou um prato leve, sendo acompanhado por batatas.

Além de degustarem um cardápio assinado por Piras, os clientes do Ópera Mix foram presenteados com um show ao vivo da Bravo Tatuí. A apresentação do trio de violinistas apresentou um repertório eclético, indo do rock ao pop, passando por sertanejo e música clássica.

O chef conta que De Marchi propôs que o primeiro festival do ano fosse em março e ele, o próprio chef, que acontecesse em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Posteriormente, Piras pensou no cardápio especial para elas.

Nascido no dia 8 de março, o empresário reconhece que, no passado, as pessoas pouco falavam a respeito da data comemorativa às mulheres. Contudo, De Marchi frisa que, atualmente, o Dia Internacional da Mulher possui um grande apelo comercial.

“O apelo comercial está muito grande. Isso já aconteceu com o Dia dos Namorados e acredito que, de uns anos para cá, o mesmo tem ocorrido com o Dia Internacional da Mulher”, apontou o empresário.

“Acho que isso depende de nós. Ao valorizarmos essa data, o apelo por ela acontece automaticamente”, completou Piras.

Realizando festivais ao lado do chef desde o segundo semestre de 2018, o proprietário do Ópera Mix revela que, ao término de cada evento, já há o desafio de se pensar no que pode ser proporcionado aos clientes no próximo.

Conforme De Marchi, em um festival gastronômico, o restaurante tem a chance de criar algo diferente e, desta forma, permite que novas pessoas possam comparecer em busca dessa oportunidade. Prova disso é que a maior parte dos clientes presentes no Ópera Mix para a “Noite Delas” não reside no município.

O empresário confirmou que Piras estará em Tatuí no Dia dos Namorados. Até lá, durante esse período, a dupla realizará um novo festival no Ópera Mix, porém, ainda sem data definida.

O chef internacional aproveitou a primeira vinda a Tatuí em 2020 para preparar um novo cardápio composto por cinco risotos, à base de polvo, extinco de cordeiro, pato, galeto e frutos do mar.

Conforme Piras, o polvo é um tipo de fruto do mar que as pessoas adoram bastante. No menu, a iguaria é oferecida de forma picante. Já notando a preferência tatuiana por carnes em relação a peixes, o chef decidiu oferecer um risoto de extinco de cordeiro desfiado.

Também servido de forma desfiada, à moda da fazenda, Piras crê que o risoto de galeto será bem apreciado pelos clientes, assim como a opção preparada com pato.

O cardápio ainda conta com o risoto de frutos do mar, integrado por quatro tipos diferentes de peixe: mexilhão, lula, camarão e lagosta. “É um risoto bem completo”, certifica De Marchi.

Desde a sexta-feira da semana passada, 6, o novo menu está disponível por 30 dias aos clientes do Ópera Mix. “Testaremos este cardápio e, se algum deles tiver um grande destaque, evidentemente, irá entrar no menu a lá carte do restaurante”, concluiu Piras.


Ópera Mix
Rua 13 de Fevereiro, 240 – Tatuí
F: 3305-3000 / 98165-3000
operamix.com.br
@opera.mix

Publicidade