One7 é nova marca do mercado financeiro

Evento celebra lançamento oficial da empresa tatuiana especializada em recebíveis

2351
Ricardo Amorim, considerado um dos economistas mais influentes do Brasil, durante palestra
Publicidade

Em cerimônia no teatro “Procópio Ferreira”, do Conservatório, na noite de quinta-feira, 30 de maio, aconteceu o lançamento oficial da marca One7, empresa especializada em recebíveis e fundada em Tatuí pelos empresários Everaldo Moreira e João Paulo Fiuza.

O evento teve presença de cerca de 400 convidados, entre eles, a prefeita Maria José Vieira de Camargo, o vice-prefeito Luiz Paulo Ribeiro da Silva e o ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, além de celebridades, como a apresentadora Ana Hickmann.

Durante a cerimônia, foram apresentados os novos conceitos da marca. A programação da noite teve como destaque a palestra do economista Ricardo Amorim – considerado um dos mais influentes do Brasil.

O evento foi apresentado por Edson Santos, conselheiro da One7. Ele iniciou a cerimônia ressaltando que a empresa traz uma proposta de negócio diferente, “que busca não somente o retorno financeiro, mas que também inclui fomento ao ambiente empresarial e a novas ideias para melhorar a economia e a sociedade, gerando emprego e inovação”.

Na sequência, os sócios-diretores Moreira e Fiuza subiram ao palco para apresentar o novo conceito da empresa, exibindo um vídeo institucional contando como a One7 está estruturada e como trabalha, particularmente por meio da experiência de seus profissionais.

Publicidade

Os sócios ainda falaram do ramo de recebíveis e explicaram sobre o FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios), acentuando que a One7 é especializada em trazer soluções financeiras customizadas para os clientes.

Os empresários adquiriram a base de negócios da Valecred Soluções Financeiras e, a partir de agora, todas as atividades passam ser controladas e assinadas gradativamente com a nova marca.

O segmento é especializado em soluções financeiras voltadas a indústrias, prestadores de serviços e varejistas. A empresa possui diversas operações, sendo que a básica é a antecipação de recebíveis, como duplicatas e cheques pré-datados, entre outros.

A O Progresso, Moreira contou que a One7 surgiu em setembro de 2018, após aquisição da carteira de clientes da Valecred, empresa da qual ele era sócio. O executivo possui mais de 24 anos de experiência no mercado financeiro, em especial no segmento de operações estruturadas em securitização de ativos comerciais para FIDC.

“Eu e a minha equipe éramos Valecred até agosto do ano passado; de setembro em diante, adquirimos a empresa e montamos uma nova estrutura para absorver essa carteira de negócios”, contou.

Moreira e Fiuza – também empreendedor e empresário com mais de 20 anos de experiência nos mercados financeiro e imobiliário – encabeçaram a concepção de um novo conceito para o mercado.

Conforme anunciado, atualmente, a empresa conta com mais de 700 clientes. A atuação é em maior parte no estado de São Paulo, sendo que, aproximadamente, 40% dos clientes são da capital e Grande São Paulo.

Fiuza acentuou que o empreendimento também tem interesse em fomentar a economia da região, dando suporte financeiro às empresas, além de expandir o atendimento para outros estados, como Minas Gerais e Paraná, nos próximos anos.

Eles contam que escolheram Tatuí como sede por conta da familiaridade com o Capital da Música. “Nós estamos em Tatuí porque somos tatuianos e queremos valorizar a nossa cidade. Até por isso, 70% da nossa equipe é formada por conterrâneos. Estamos em Tatuí porque é a nossa terra”, enfatizou Moreira.

Além disso, o empresário destacou que as operações são feitas em grande parte de forma digital, e acrescentou: “De Tatuí, nós conseguimos operar como em qualquer outra cidade”.

Falando sobre a visão da marca, Fiuza ressaltou que “a One7 tem um propósito muito maior do que simplesmente ter lucro na operação”. “A gente tem uma vontade de contribuir, de verdade, com os nossos clientes, porque, contribuindo com eles, estamos contribuindo também com nossa cidade, com nosso estado e com nosso país”, acrescentou.

Durante o evento, Gustavo Hansel, CEO da “GH Branding”, agência responsável pelo projeto de evolução, também explicou as diversas etapas do processo de construção da One7 e apresentou a identidade visual e alguns materiais institucionais que a empresa passa a adotar com o lançamento da nova marca.

Hansel ainda explicou, de uma forma geral, qual a importância de uma marca e mostrou de que forma ela pode impactar as empresas e indústrias.

“Não é só uma nova marca, é um novo momento que estamos vivendo”, destacou Moreira, revelando o novo endereço da empresa. “Para este momento, precisamos de um novo espaço, mais conectado com a nossa forma de pensar. Em julho, quem quiser conhecer, nossa nova sede estará pronta”, anunciou.

O novo espaço fica na rua José Bonifácio, 590, em área de 850 metros quadrados, distribuídos em quatro andares – um deles próprio para eventos e workshops, a ser usado pela One7 e também por parceiros e clientes, conforme informou Moreira.

“Isso é para reforçar este nosso propósito de contribuir com o cliente, não só com soluções financeiras, mas também com conhecimento. Vai ser um espaço para reunir as pessoas, desenvolver crescimento, parcerias, relacionamentos e conexões”, destacou o empresário.

“O principal motivo que nos faz investir cada vez mais no nosso negócio é que a gente acredita muito na escalabilidade que ele tem. A gente acredita que tem muito espaço para crescer, e é exatamente por isso que estamos fazendo essa reconfiguração”, completou Fiuza.

Finalizando a apresentação do conceito da marca, os empresários destacaram a formação da equipe de trabalho da empresa, “comprometida, engajada e eficiente” – momento em que chamaram ao palco cerca de cem colaboradores e funcionários da One 7.

“Nós entendemos que nosso negócio vai ser melhor se nós tivermos pessoas excepcionais, se nós tivermos pessoas ligadas a este novo momento com a tecnologia e com tudo que possa vir na sequência, mas ter uma equipe como esta é o nosso maior tesouro”, declarou Fiuza.

Na sequência, o evento foi encerrado com uma palestra do economista e consultor financeiro de investimentos Ricardo Amorim, abordando inovação, avanços tecnológicos, influência da era digital e a perspectiva econômica para os próximos anos.

Amorim apresentou quais estratégias precisam ser adotadas, neste momento, para que as empresas, independentemente de ramo, atuação e porte, “cresçam e tenham sucesso no mercado”.

O economista iniciou falando do processo de aceleração da era digital, indicando que as pessoas devem estar atentas às novas tecnologias e às inovações. Segundo ele, “tudo caminha muito rápido e quem não evolui junto e não está antenado com presente e futuro fica para trás”.

Apresentando exemplos tecnológicos que, em breve, devem reduzir ainda mais a distância e o tempo entre idas e vindas a lugares distantes, ele explicou que o brasileiro está entre os mais empreendedores do mundo.

Amorim citou o Hyperloop, um sistema de transporte que funciona em uma espécie de cápsula de alumínio que circula dentro de tubos pneumáticos e pode atingir a marca dos 1.200 quilômetros por hora, além de outros transportes de tecnologia avançada que devem estar no mercado em poucos anos.

“Se vocês acham que as coisas mudaram muito, se preparem pelo que vem por aí. Nos últimos anos, este processo só acelera, e isso influência com absolutamente tudo”, ressaltou o economista.

Já na questão de perspectiva econômica, em uma linha do tempo entre os anos de 1900 até 2019, o economista mostrou que a economia em baixa não apenas no Brasil, mas em outros países, está ligada, em geral, às crises econômicas mundiais e não somente à administração governamental.

O economista também sustentou que é em momentos de grandes crises internacionais que ocorrem, por exemplo, quedas de líderes, golpes e ou impeachments.

Ele reforçou que as crises fazem parte da economia de todos os países, mas que acabam. “Os ciclos mais curtos têm três anos e os mais longos, oito anos. Já estamos na fase do ciclo onde as surpresas serão para melhor”, afirmou.

Ele foi contundente ao afirmar que este é o momento de acertar nos investimentos, de tomar a atitude correta, abrir o negócio certo. Sustentou que, se as contas públicas forem equilibradas, “vai chover dinheiro de gringo aqui”. Para tanto, fundamentalmente, defendeu a aprovação da reforma da Previdência.

De acordo com Fiuza, a intenção da palestra junto à apresentação da One7 foi “inspirar” os empresários. “Um dos atributos da One7 é ser educadora; o que a gente fez hoje é inspirar. No meio deste caos político, econômico que a gente viveu, é importante saber que existem muitas oportunidades, e não podemos desanimar”, destacou.

“Nosso posicionamento também é ser mais presente e tentar contribuir com conhecimento. Quando nós pensamos no evento, pensamos em trazer um nome que arremetesse a conhecimento, inovação e pensamento positivo. O Ricardo é um empreendedor que acredita que, independente do que acontece na economia, pode existir sucesso para a empresa, e isso é a cara da One7”, concluiu.

Publicidade