O que é Ser Livre?

543
Publicidade

Ser livre é não ser escravo das culpas do passado nem das preocupações do amanhã. Ser livre é ter tempo para as coisas que se ama. É abraçar, se entregar, sonhar, recomeçar tudo de novo. É desenvolver a arte de pensar e proteger a emoção. Mas, acima de tudo, ser livre é ter um caso de amor com a própria existência e desvendar seus mistérios. (Augusto Cury)

O que é Ser Livre?

É do direito natural, a faculdade humana de ser livre. Já a liberdade é condicionada a posição em que o homem tem na sociedade, na família, no trabalho.

Todos nascemos livres, na alma, nos pensamentos, em sentimentos. Crescemos, e nos aprisionamos a sentimentos e a outro coração, só por que somos livres. E porque somos livres, renunciamos e abdicamos a tudo o que pode ameaçar ao que nos importa.

Há muito, Epicuro (311 A.D.) na Carta a Felicidade endereçada a Meneceu, denominada Carta sobre a Felicidade venerava os bens de imortalidade. Sustentava que raramente, o destino imobiliza o sábio, pois o seu pensamento é livre.

E é por ser livre que lutamos pela liberdade. Pela liberdade responsável. Pela ação consciente que expressa a liberdade, e defende o exercício e a consequência da liberdade.

Publicidade

Noticiar, narrar, comentar sempre foi um ato livre, cuja liberdade e ampla geral e irrestrita, respondendo o ator pela consequência do exercício de seu papel. Por vezes até com eterno silêncio, da palavra escrita e falada.

De certo, que sobre o manto da ofensa, da desonra, muitos atuaram para silenciar os seus autores. Fosse na imprensa, nos livros, nos jornais, de qualquer forma a impossibilitar que alguns soubessem o necessário, para a obtenção de consciência e formação de juízo.

Somos todos livres, mas o exercício da liberdade é proporcional a influência que a ação do ator tem no meio em que vive. Exceção quando se noticia fatos, atos abonadores e desabonadores com vistas a uma segurança jurídica e a uma harmonia e desenvolvimento social.

É viver leve, em paz. mergulhar na sua essência, chegar na sua raiz e se ter como norte. Só assim você consegue cortar todos os fios que de alguma forma te prendem ao mundo, às pessoas, às regras e padrões, aos medos e traumas que nutre desde criança.

Sabe aquela história sobre si mesmo que você se conta? será que é você mesmo o personagem principal ou é apenas uma história que você já contou tantas vezes que passou a acreditar que é sua?

A liberdade da qual falo e que desejo morre nesse momento, quando a autoconsciência sai de cena, quando o outro ganha espaço e poder numa realidade que deveria ser só nossa.

Compartilhei aqui o que venho formulando que significa ser livre para mim, mas certamente suas descobertas serão diferentes, e para isso até te sugiro alguns questionamentos.

Quanto tudo que você faz e vive é escolha sua e quanto é apenas um mecanismo de fuga, dos seus medos, angústias, inseguranças?

Quantos dos seus relacionamentos são livres e construtivos, e quantos são apegos que te ajudam e se sentir completo e seguro?

Quantas das suas escolhas são expressões da sua essência e quantas são você seguindo os direcionamentos que o mundo lá fora vem te dando?

Tudo na vida é um instrumento para a nossa autorrealização. Se você vive seus relacionamentos e experiências como se eles fossem a realização em si, você já não é livre. Não a meu ver. A prisão é essa, tirarem da gente o que é nosso.

Publicidade