O incrível Sabará

442
Publicidade

O campineiro Sabará desde criança já era um craque de bola em potencial, driblava e ainda por cima ria de seus marcadores e isso lhe valeu muitas brigas e “cascudos” como se falava na época. Essa sua irreverência ele carregou por todo o seu caminho futebolístico, iniciado na Ponte Preta da sua cidade e depois no Vasco da Gama, onde foi um grande ídolo e querido pela torcida. Lutador e com ele não tinha bola perdida, um dos grandes nomes do final dos anos 50 e meados da década seguinte.

 

Sabará é o personagem principal de uma história que acabou causando um grande constrangimento, quando a seleção brasileira estava hospedada em Londres para uma partida, Sabará surgiu tranquilamente na parte social do luxuoso hotel vestido somente de calção e chinelos levando ao desespero outros membros da delegação e o pior, os inúmeros hospedes inclusive senhoras que tomavam o famoso “chá das cinco” no local.

 

A imprensa notadamente a própria brasileira não poupou criticas aos dirigentes que convocavam atletas sem o mínimo de preparo educacional para representar o pais no exterior. Inúmeras “bobagens” foram ditas e diversas “teorias” surgiram, esquecendo-se que o jogador de futebol do Brasil, raras exceções, advém de classes pobres da sociedade, sem grandes progressos sociais e educacionais.

Publicidade

 

Apesar de tudo isso e do preconceito, Sabará foi um vencedor, ganhou títulos e jogou na seleção brasileira e depois do Vasco. Sabará ainda defendeu o Bonsucesso do Rio de Janeiro mostrando toda a sua eficiência. Aí está Onofre de Sousa, o Sabará no auge da carreira no Vasco de 1958, em pé: Miguel, Paulinho de Almeida, Belini, Écio, Orlando e Coronel. Agachados: Sabará, Almir. Roberto Pinto, Valdemar e Pinga. Grandes craques e histórias do futebol.

 

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade
Publicidade