O incrí­vel Brito

699
Publicidade





Com nome mitológico, Hercules Brito Ruas sempre se mostrou, portanto, valente, determinado, um zagueiro de muita disposição. Tanto, que foi o titular da seleção tricampeã mundial de1970. Antes, havia participado do mundial de 1966, na Inglaterra, conforme a foto.

Nascido na Ilha do Governador (RJ), Brito esteve por empréstimo no Internacional de Porto Alegre, antes de se firmar na zaga do Vasco da Gama.

Em 1970, ele era do Flamengo e, na sua volta da Copa, causou um alvoroço na Gávea. Acontece que o treinador Yustrich (Dorival Knipell), insistia em manter o tricampeão na reserva, dando contínuas chances ao jovem zagueiro Washington, que mostrava ótimo futebol. Brito, contrariado, foi emprestado para o Cruzeiro (MG).

Em 8 de novembro de 1970, foi à forra e, após a vitória contra o Flamengo (3×1), no Mineirão, Brito vingou-se, jogando a sua camisa no rosto do treinador. Foi uma correria só. Yustrich, chamado de “homão” – devido a sua fama de brigão –, ainda tentou perseguir o polêmico zagueiro, mas acabou dando em absolutamente nada.

Publicidade

Somente ficou no “diz que diz” e promessas de novos confrontos, o que acabou não acontecendo. De qualquer maneira, foi um caso discutido, que gerou inúmeras manchetes e comentários.

A foto mostra a Seleção do Brasil numa das partidas do Mundial de 1966 na Inglaterra. Em pé, à esquerda, estão: Orlando, Manga, Brito, Denílson, Rildo e Fidélis. Agachados: Jairzinho, Lima, Silva, Pelé e Paraná. São acontecimentos que marcaram na história futebolística.


Publicidade