O Botafogo

820
Arquivo Cláudio Aldecir
Publicidade

Posado no gramado do Pacaembú, o Botafogo, antes de ganhar do Santos (sem Pelé) por 2 tentos a um, no dia 23 de abril de 1961, pelo torneio Rio-São Paulo.

O treinador Paulo Amaral escalou, Cacá, Ernani, Zé Maria, Paulistinha, Pampolini e Rildo. Garrincha, Didi, Amarildo, Quarentinha e Zagalo.

Naquele ano, o Flamengo conquistou o título e o Botafogo ficou com a vice colocação, todavia a artilharia máxima era santista, com Pelé e Coutinho notadamente.

O torneio servia de observação para futuras convocações para a seleção, já que o Rio de Janeiro e São Paulo, se constituíam nos dois maiores centros futebolístico, daquele Brasil da época.

Ocorria também o campeonato brasileiro de seleções estaduais, que buscava descobrir revelações pelo país. Dida, grande ídolo e artilheiro do Flamengo, foi visto desta forma, defendendo a seleção alagoana.

Publicidade

Histórias e observações curiosas do futebol.

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade

Publicidade