Notas policiais

693
Publicidade
  • Moto atinge árvore e muro de residência após ser empinada

Um ajudante-geral de 20 anos acabou se chocando com o tronco de uma árvore e o muro de uma residência enquanto conduzia uma motocicleta no Jardim Módena, na tarde de segunda-feira, 18. A colisão teria acontecido após a Guarda Civil Municipal ter flagrado o jovem empinando o veículo.

De acordo com a GCM, por volta das 17h30, agentes flagraram o jovem empinando uma motocicleta preta, da marca Honda, modelo CG 125 Fan, na rua 15 de Novembro. Ao darem ordem de parada, o motociclista teria tentado fugir, porém, subiu na calçada e colidiu com uma árvore e o muro de uma casa.

Conforme a GCM, os guardas verificaram que o ajudante possui habitação, do tipo permissão, para categoria A e B, com validade até o dia 28 de abril. Em pesquisa, ainda constataram que não havia pendências administrativas ou registro de crime vinculados ao veículo.

Segundo o boletim de ocorrência, o jovem foi levado ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, com leves escoriações e, na sequência, ao plantão policial.

Em interrogatório, o ajudante teria afirmado ser o dono da moto e que, ao passar por uma lombada, “empinou ligeiramente”. Ele teria alegado que, durante a abordagem, a viatura da GCM o “fechou”, levando-o a subir na calçada para evitar a colisão. Posteriormente, o jovem e a moto foram liberados.

Publicidade

  • PM detém acusado de furtar 19 palanques em marcenaria

Um homem de 37 anos foi preso, na noite de terça-feira, 19, suspeito de furtar uma marcenaria no bairro Jardins de Tatuí. Com ele, a Polícia Militar recolheu 19 palanques de madeira.

Conforme o boletim de ocorrência, uma viatura da Força Tática fazia patrulhamento pelo bairro quando o proprietário da marcenaria informou que o estabelecimento havia sido furtado.

Segundo o boletim, a vítima escutou um barulho na entrada da propriedade e, ao verificar, avistou um sujeito colocando os palanques em um carro. O proprietário pediu que as madeiras fossem devolvidas para não acionar PM, porém, o indivíduo respondeu que “podia chamar a polícia” e fugiu do local.

De acordo com a PM, os agentes viram as características do homem e do veículo através das imagens do sistema de monitoramento. O sujeito foi localizado e abordado pelos policiais na rua Alberto Vitali, no São Cristóvão.

Questionado sobre os palanques, o indivíduo teria alegado que os havia ganhado de uma pessoa desconhecida e que os venderias para uma pizzaria, no Jardim Santa Rita de Cássia, porém, não informou o nome do estabelecimento.

O indivíduo foi conduzido à Central de Flagrantes, onde recebeu voz de prisão, com possibilidade de fiança no valor de R$ 1.000, permanecendo à disposição da Justiça. O veículo utilizado no furto acabou sendo apreendido e recolhido ao pátio da CR Trans Remoções.


  • GCM impede furto em oficina mecânica no Jd. Rosa Garcia

A Guarda Civil Municipal deteve, na madrugada de quarta-feira, 20, um rapaz de 26 anos acusado de tentar furtar uma oficina mecânica no Jardim Rosa Garcia. A GCM foi acionada e flagrou o indivíduo ainda no interior do estabelecimento.

De acordo com a GCM, uma equipe foi acionada, por volta das 5h, para averiguar uma suspeita de furto, pois vizinhos da oficina, situada na rua Teófilo de Andrade Gama, teriam escutado barulhos no local.

Conforme a GCM, no endereço indicado, os guardas constataram que a porta da oficina estava arrombada. Dentro do estabelecimento, os guardas avistaram um sujeito agachado, tentando se esconder, segurando uma sacola e uma jaqueta.

De acordo com o boletim de ocorrência, o rapaz negou o furto, informando que estava no local apenas para dormir. Os guardas civis municipais deram voz de prisão e o conduziram à Central de Flagrantes, onde ficou à disposição da Justiça.

Segundo o BO, o proprietário da oficina esteve no plantão policial e reconheceu a blusa, além de cinco fluídos para radiadores, uma furadeira, uma esmerilhadeira, um estojo com 24 CDs, lanterna, isqueiro, corrente com pingente no formato de guitarra e um cabo de carregador, que estavam na sacola.


  • Vítimas depositam quase R$ 6 mil para ‘recuperar’ falso valor

Mãe e filha, de 67 e 37 anos, moradoras do Jardim Europark, foram vítimas de estelionato. Elas depositaram quase R$ 6.000 para “recuperar” uma quantia superior, pela qual supostamente teriam direito. O caso foi comunicado na Delegacia Central na tarde de quarta-feira, 20.

Conforme relatado pela filha, no dia 7, a mãe dela teria recebido uma carta informando que tinha direito a receber R$ 69.823,25. Elas teriam entrado em contato por um número informado na carta e, na sequência, uma suposta atendente passou outro telefone para conversarem, via WhatsApp.

Para liberar o valor que a mulher supostamente tinha direito, a “empresa” teria pedido que as vítimas depositassem R$ 5.935. Elas efetuaram três depósitos, sendo dois em uma conta no Banco do Brasil, de R$ 1.700 e R$ 1.200, favorecendo “Fábio Júnior da Silva”, além de R$ 3.035 em uma conta no Banco Santander, beneficiando “Fernando Oliveira da Silva”.

De acordo com o boletim de ocorrência, após os depósitos, a suposta empresa pediu mais R$ 15 mil para liberar o valor e as vítimas desconfiaram que haviam caído em golpe.

Posteriormente, mãe e filha receberam uma ligação do Banco do Brasil, sendo informadas de que haviam feito depósitos em uma conta de fraude.

Publicidade